Esportes

Seleção faz o primeiro treino debaixo de chuva

O treino foi técnico, em campo reduzido; na foto, Hulk participa das atividades desta quarta-feira

 

LONDRES – O verão já começou oficialmente na Inglaterra, mas de fato ainda não bateu o ponto por aqui. A tarde desta quarta-feira foi de temperatura baixa, muita chuva, às vezes forte, como aconteceu durante todo o treino da Seleção Brasileira no CT do Arsenal.
Nada disso, no entanto, impediu que o treinamento fosse realizado com proveito. O CT do Arsenal é dotado de excelente estrutura, o que possibilita perfeitas condições de trabalho, e com 11 gramados em estado impecável à disposição.
O treino foi técnico, em campo reduzido, orientado pelo auxiliar Sidnei Lobo e acompanhado atentamente por Mano Menezes, que à beira do campo dava suas instruções.
Nesta quinta-feira, a Seleção Brasileira volta a treinar no CT do Arsenal, às 9 horas (5 horas de Brasília). Às 17 horas (13 horas de Brasília), a delegação embarca em voo fretado para Middlesbrough, onde enfrenta a Grã-Bretanha na sexta-feira, em partida que começará às 19h45 (15h45 de Brasília).

O TIME
Apesar do treino de ontem, a escalação da equipe que vai enfrentar a Grã-Bretanha nesta sexta, em Middlesbrough, no único amistoso antes da estreia nos Jogos Olímpicos de Londres, foi definido pelo técnico Mano Menezes. O time já está na cabeça do treinador desde o fim da partida contra a Argentina, em Nova Jersey, Estados Unidos, no dia 9 do mês passado.
Não por acaso, a equipe que jogará hoje, e que vai começar a Olimpíada, a menos que ocorra algum acidente de percurso, será a mesma que jogou muito bem contra os argentinos (apesar da derrota por 4 a 3). A exceção é Thiago Silva, que não disputou aquela partida por causa de uma lesão no joelho direito e certamente estará em campo diante dos britânicos.
Paulo Henrique Ganso, que não participou dos amistosos nos Estados Unidos por estar machucado, perdeu mesmo a briga com Oscar por um lugar no time e o mesmo aconteceu com Danilo. O ex-lateral do Santos jogou contra Dinamarca (na Alemanha), Estados Unidos e México, mas foi mal, especialmente na marcação. Por isso, se viu superado por Rafael Silva, do Manchester United, que não comprometeu no jogo contra a Argentina, e isso foi suficiente para torná-lo titular da Seleção. (Site oficial da CBF)

Você também pode gostar