Esportes

Atlético vence o América por 3 a 0 e é campeão invicto

O Atlético dominou o Campeonato Mineiro 2012 desde a largada até a bandeirada final, dada na tarde deste domingo, no Independência. A vitória por 3 a 0 contra o América coroou uma campanha invicta, inédita nos últimos 36 anos.
É o 41º título do maior campeão do estado, Galo. O América segue com 15 conquistas e não quebrou o seu jejum de mais de 10 anos sem vencer o Estadual – o último aconteceu em 2001. Agora, a luta do alviverde é tentar uma glória no ano do seu centenário na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Serginho e Bernardo (dois).
Agora, o foco do Galo é a estreia no Campeonato Brasileiro, domingo, fora de casa, contra a Ponte Preta. O Coelho inicia a caminhada para voltar a elite do futebol nacional sábado, também longe de Belo Horizonte, ante o Ceará.

O JOGO
O início da partida mostrou que o América poderia incomodar a vantagem alvinegra. Como o primeiro jogo terminou empatado em 1 a 1, bastava um empate para o Galo assegurar o troféu. O primeiro lance de perigo foi com o zagueiro Everton Luiz, em cabeçada para fora.
Aos 14 minutos, um lance polêmico. China entrou na área e teve a sua camisa puxada por Bernard. Apesar de o volante americano ter caído e pedido pênalti, o árbitro Leandro Vuaden não marcou nada.
Mancini passou a assustar a meta de Neneca com finalizações de média distância, em cobrança de falta ou com a bola rolando. Ele protagonizou três lances de perigo.
O Atlético mostrava que já era o dono das ações ofensivas e chegou aos gols. O primeiro, aos 30 minutos, teve ótima participação de Serginho e Guilherme. O volante arrancou pelo centro do campo e passou para o camisa 10, que deu uma linda finalização no travessão. O próprio Serginho aproveitou o rebote e concluiu para o fundo das redes: 1 a 0.
O América demonstrou reação e quase marcou aos 38 minutos. Fábio Júnior fez bom pivô e Rodriguinho bateu colocado. Giovanni fez boa defesa. No entanto, no minuto seguinte, o Galo ampliou. Guilherme lançou Bernard. O jovem meia dividiu a bola com Patrick, levou a melhor e finalizou no canto de Neneca: 2 a 0.

SEGUNDO TEMPO
Cuca perdeu Guilherme para a etapa final. O atacante revelou que estava jogando no sacrifício e deixou o gramado ainda no fim do primeiro tempo. Leleu foi acionado. Givanildo Oliveira apostou em um time mais ofensivo com Kaio e Bruno Meneghel.
O jogo recomeçou sem grandes emoções. O Atlético tentou ampliar com Danilinho, em arrancada pela esquerda. Mas a defesa americana fez o corte. Depois, Alessandro deu boa finalização da entrada da área, mas a bola foi para fora.
Aos 23 minutos, Bruno Meneghel entrou na área driblando e a defesa do Galo afastou o perigo mandando para escanteio. Na cobrança, Gabriel cabeceou com perigo, mas foi para fora. Giovanni precisou ser acionado minutos depois em cabeçada de Kaio. O camisa 1 segurou com firmeza.

Quando voltou a se arriscar no ataque, o Galo marcou o terceiro. Em boa jogada pelo lado direito, Marcos Rocha finalizou no travessão do camisa 1 americano. No rebote, Bernard marcou o seu segundo gol na partida, o terceiro do Atlético: 3 a 0.
Na comemoração, Mancini repetiu o gesto de “acabou”, feito por Alessandro contra o Cruzeiro. Os americanos não gostaram.
A reta final da partida foi de festa para a torcida alvinegra. Aos gritos de “é campeão”, o jogo encaminhou para o apito final.

Você também pode gostar