Opinião

Prefeito de Ipatinga veraneia em conspiração internacional contra a democracia: quem pagou a conta?

(*) Robinson Ayres

Gustavo Nunes, prefeito de Ipatinga, aproveita fim de semana em Balneário Camboriú, se junta ao ladrão de joias e outros celerados, em encontro da extrema direita fascista internacional, numa conspiração permanente contra a democracia.

Gustavo Nunes, prefeito de Ipatinga, não se fez de rogado. Aceitou, imediatamente, o convite para dar um pulinho até Balneário Camboriú, Santa Catarina, nos últimos dias 6 e 7 de julho, e participou da quinta edição da Conferência da Ação Política Conservadora (CPAC), versão tupiniquim do estadunidense Conservative Political Action Conference dos Trumps da vida.  Fundada em 1974, a CPAC é o maior fórum internacional da extrema direita. Uma espécie de internacional fascista em contínua conspiração contra os direitos humanos, contra o estado de direito, as liberdades democrática, aqui e acolá!

“Estou honrado em representar Ipatinga neste evento significativo. É uma excelente oportunidade para interagir e compartilhar experiências com grandes líderes da direita no Brasil e discutir estratégias que podem beneficiar nossa cidade”, disse o nosso burgomestre. 

Será que foi isso mesmo que o Babybozo foi fazer em Balneário Camboriú, além de gastar recursos de nossa cidade? Compartilhar experiências com grandes líderes da direita brasileira? Quê líderes?  O Chupetinha de miliciano? Quê experiências? O Reurb, por acaso?

Sem teorias da conspiração, a verdade mora em outro lugar.

Creio que, com a profusão de candidaturas a prefeito da extrema direita em Ipatinga, raízes ou dissimulados, o Baby aproveitou da oportunidade para um encontro e reafirmação do apoio do ladrão de joias, seu mítico líder Jair Messias Bolsonaro, decisivo para sua eleição em 2020. Para se mostrar o mais bolsonarista entre todos e todas, para a inveja de um certo Cel. Gaspar, buscou um lugar privilegiado na cerimônia do beija-pés do hoje indiciado ladrão de joias e falsificador de cartões de vacina. 

É preciso reconhecer, haja coragem! Haja cumplicidade! Gustavo Nunes quer bater no peito e gritar que é o único bolsonarista boca roxa em Ipatinga.

Antecipando a dura disputa eleitoral entre seus pares, mirando sua reeleição em outubro, foi esse o principal propósito do Prefeito de Ipatinga ao participar da CPAC: voltar ungido e legitimado verdadeiro porta-voz da extrema direita em nossa Cidade. O verdadeiro Candidato do ladrão de joias em Ipatinga! Se voltar condecorado com a medalha de Imbrochável, imorrível e incomível, fartamente distribuída pelo inominável, vai ser a glória.

Mas, que o prefeito não se iluda, a disputa entre os candidatos a prefeito bolsonaristas vai ser dura, sem regras, golpes abaixo da linha da cintura. Quem viver, verá!

Entre as justificativas para sua presença no convescote fascista, o Baby acrescenta ainda “…discutir estratégias que podem beneficiar a cidade”. Que estratégias?

A CPAC Brasil foi propagada como um comício da extrema direita já em campanha para as eleições municipais de outubro, com a presença do ladrão de joias e de outros líderes fascistas das Américas, do presidente argentino, Javier Milei (aquele que fala com cachorro morto) e do ex-candidato presidencial chileno, o fascista José Antonio Kast. É o belíssimo Balneário Camboriú se deixando transformar na latrina política da América Latina.

Que estratégias que beneficiam nossa cidade foram discutidas e construídas naquele convescote de terraplanistas e negacionistas? Evento protofascista cujo principal objetivo é, na linha da tentativa golpista do 8 de janeiro, conspirar contra a democracia, no Brasil e no mundo.

E o Baby ainda tem a ousadia de dizer que esteve em Balneário Camboriú representando Ipatinga. Talvez, para justificar que os cofres públicos paguem seu veraneio. Viaja para conspirar contra a democracia e bota a Cidade para pagar a conta. Ipatinga não merece!

Por falar nisso, quanto custou a viagem?  O que Gustavo Nunes trouxe para a Cidade, que estratégias, que experiências?

Em passant: Vive la France!

Parabenizamos a esquerda francesa que deu um bom chega para lá na Direita nas eleições parlamentares do último domingo (7), nos mostrando o caminho para virar o jogo aqui, em nossa Aldeia.

Rumo à Unidade da esquerda democrático-popular em Ipatinga e no Vale do Aço. 

Rumo à construção das Cidades que queremos! 

Fascistas não passarão!

(*) Robinson Ayres é dirigente do PSOL de Ipatinga.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com