Cidades

Explosão na Usiminas deixa 30 feridos leves e nenhuma morte; qualidade do ar é normal

IPATINGA – A explosão do gasômetro da Usiminas deixou um saldo de 34 feridos com leves escoriações, nenhum em estado grave. Não foi registrada nenhuma vítima fatal no acidente. As vítimas foram rapidamente atendidas no Hospital Márcio Cunha, que mudou seu protocolo de atendimento para Plano de Catastrófe, a fim de enfrentar qualquer eventualidade. As informações sobre as vítimas foram divulgadas por nota oficial da Usiminas, pelo prefeito Nardyello Rocha e diretores do HMC, José Carlos Gallinari e Mauro Oscar, pelo promotor de Justiça da Saúde e Meio Ambiente, Rafael Pureza, e autoridades da área de segurança pública.

Em comunicado pelo Facebook, Nardyello Rocha tranqüilizou a população, disse que não há proliferação de gases e reconheceu que num primeiro momento a explosão causou pânico na população, mas reafirmou que a situação está sob controle. O prefeito mostrou um aparelho de medição da qualidade do ar, explicou que o monitor vai de zero a cem e que apontava zero índice de comprometimento da qualidade atmosférica na cidade.

RESPOSTA RÁPIDA

Nardyello agradeceu o governador Fernando Pimentel que telefonou se solidarizando com a cidade e colocou helicópteros do governo e equipamentos à disposição para o caso de necessidade. “Nós cobramos quando temos que cobrar, como no caso das verbas para a saúde e educação que motivou uma reunião com o governador esta semana, mas também que agradecer”, disse o prefeito.

Segundo o diretor do HMC, Mauro Oscar, após acionar o Plano de Catástrofe, foram atendidos cerca de 30 pacientes vítimas com ferimentos leves, que já estão sendo liberados. “Não houve nenhuma vítima fatal”, reiterou.

O médico José Carlos Gallinari destacou que o hospital deu “uma resposta rápida ao lamentável acidente e após atender a todos os feridos, já está voltando à normalidade”.

MP

O Promotor de Justiça da Saúde e Meio Ambiente, Rafael Pureza, também emitiu nota sobre o acidente. Do Hospital Márcio Cunha, ele disse que o corpo clínico estava inteiramente mobilizado, com plena capacidade de prestar o atendimento adequado. “Até o momento 34 pessoas foram atendidas e todas estão bem, com quadro clínico estável, e apenas uma pessoa com suspeita de intoxicação”, garantiu.

“A população de Ipatinga deve permanecer tranquila nesse momento, todas as primeiras providências foram tomadas. O Ministério Público estará nos próximos momentos visitando o local do acidente e prestará novas informações à comunidade”, concluiu o promotor.

Você também pode gostar