Nacionais

Vale do Aço reage e sai às ruas contra a reforma da Previdência

IPATINGA – Um grande número de pessoas saiu às ruas nesta sexta-feira no Vale do Aço, em protesto contra a reforma da Previdência e contra o governo Temer. Em Ipatinga, três colunas de manifestantes saíram de locais diferentes para se encontrar na praça principal do bairro Cidade Nobre, em frente ao Supermercado Du Vale, onde se concentraram por volta das 18:00h. Entoando palavras de ordem, os manifestantes pediam o fim da reforma da Previdência e do governo ilegítimo de Michel Temer. Os atos de protesto denunciaram ainda as medidas que estão sendo tomadas contra a classe trabalhadora, como as privatizações, a terceirização da mão de obra e as novas regras da aposentadoria. As manifestações em todo o País foram convocadas pela Frente Brasil Popular, Povo sem Medo e Central Única dos Trabalhadores. A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) também se solidarizou com os protestos.
As manifestações contaram com grande número de trabalhadores e trabalhadoras grevistas da educação da rede municipal (no 11º dia de paralisação nesta sexta-feira); e estadual, que estão em greve desde o dia 15. Engrossaram as fileiras do protesto ativistas sindicais, militantes da Central Única dos Trabalhadores, do Levante Popular, Comitê em Defesa da Democracia e várias outras organizações populares.

Você também pode gostar