Esportes

Cruzeiro joga sua sorte diante do Atlético-PR

Depois de cumprir suspensão, o ex-atacante Guerrón volta ao time paranaense

 

BELO HORIZONTE – O Cruzeiro deve fazer seu último jogo, nesta quarta-feira, como mandante em Sete Lagoas antes de retornar à capital, já que está próximo de acerto com a BWA para utilizar o Estádio Independência. Na despedida do interior, o time celeste disputará, contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, a 50º na Arena do Jacaré. O jogo começa às 21h50.
Com obrigação de vencer por dois gols de diferença para assegurar a classificação para as quartas de final no tempo normal, o Cruzeiro tem ao seu lado o bom aproveitamento no estádio de Sete Lagoas. Nos 49 jogos na Arena do Jacaré, a Raposa somou 67,34% dos pontos em disputa, com 30 vitórias, dez empates e nove derrotas. O ataque celeste marcou 107 gols, enquanto a defesa foi vazada 46 vezes.
Por outro lado, na Arena do Jacaré, o Cruzeiro enfrentou o Atlético-PR em duas oportunidades e ainda não venceu. Nos dois confrontos, ambos pelo Campeonato Brasileiro, houve empate. Em 2010, o placar permaneceu em branco. Já no ano passado, Raposa e Furacão ficaram no 1 a 1.
Se vencer o Atlético-PR por 1 a 0, o Cruzeiro decidirá a vaga nas quartas de final em disputa de pênaltis. Caso sofra gols, o time celeste será obrigado a marcar dois a mais que a equipe paranaense para chegar às quartas de final da Copa do Brasil.
Caso consiga a classificação no torneio nacional, o Cruzeiro deve enfrentar o vencedor do confronto entre Palmeiras e Paraná, já no Independência.
O técnico do Atlético-PR, Juan Ramón Carrasco, poupará o meia Paulo Baier e terá os desfalques do lateral-direito Gabriel Marques e do atacante Edigar Junio. Com isso, deve manter Pablo na direita e Bruno Mineiro no ataque. Para o lugar de Baier, Carrasco deve colocar Zezinho, que atuou praticamente todo o segundo tempo do clássico. O principal retorno, porém, é de Guerrón, que cumpriu suspensão no domingo (6) e está à disposição do comandante atleticano para a Copa do Brasil e o segundo jogo decisivo do Paranaense.

EQUIPES

Cruzeiro: Fábio, Diego Renan, Alex Silva, Leo e Everton; Leandro Guerreiro, Charles, Souza e Roger; Wellington Paulista e Anselmo Ramon. Técnico: Vágner Mancini

Atlético-PR
: Rodolfo, Pablo; Manoel, Bruno Costa e Heracles; Deivid, Renan Teixeira e Liguera; Zezinho, Guerrón e Patrick. Técnico: Juan Costa

Árbitro
: Elmo Alves Resende Cunha (GO), assistentes Fábio Pereira (TO/ASP FIFA) e Marrubson Melo Freitas (DF/ASP FIFA)

Você também pode gostar