Cultura

Casa Laboratório estreia musical ‘Pele’

IPATINGA – O Espaço Cultural Casa Laboratório estreia nos dias 9 e 10 de maio, seu mais ousado projeto, o musical “Pele”, do diretor João Carlos Cardoso. O espetáculo que reúne cerca de 20 artistas no palco, entre atores, cantores, instrumentistas e bailarinos, tem em seu repertório diversas canções de musicais da Broadway e é uma critica à política de democracia racial brasileira.

O espetáculo narra a situação de um grupo de moradores da favela de um país que nega a existência da discriminação racial e afirma que o preconceito se dá na linha da pobreza. Isso é o que a sociedade diz, mas na prática, não é o que acontece. Após a invasão da favela por forças militares, um grupo se abriga num galpão da comunidade e descobre que a cor da pele é, sim, uma questão fundamental para a pessoa ser aceita ou não. São tempos sombrios e em meio ao colapso político, o grupo busca a paz, a justiça, o amor e sonha com uma nova era.

O espetáculo não busca apenas relatar a violência, mas também apresentar atributos positivos de um país construído por negros e culturalmente enraizado nas manifestações de matriz africana.

Você também pode gostar