Cidades

Frente Mineira em Defesa dos Serviços Públicos convoca paralisação contra Zema nesta quarta

Foto: O governo estadual enfrenta hoje um novo protesto do funcionalismo

BELO HORIZONTE – A Frente Mineira em Defesa dos Serviços Públicos, que reúne trabalhadores do Estado em diversas áreas, convocou uma paralisação geral no próximo dia 8 (quarta-feira). A mobilização é uma resposta do funcionalismo ao arrocho salarial sem precedentes, aumento de taxas do Ipsemg, desmonte da rede de serviços públicos e ataques aos direitos dos servidores promovidos pelo governo Zema.

EDUCAÇÃO SE MOBILIZA

Segundo o Sindicato Únicos dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE), que integra a Frente, desde o início da gestão de Romeu Zema, a recomposição salarial dos profissionais da educação foi de apenas 34%, enquanto o piso nacional da categoria sofreu um reajuste de 86%. Atualmente, os educadores mineiros recebem apenas metade do salário que lhes é devido, conforme a legislação vigente.

“O reajuste de 3,62% proposto pelo governo Zema parece não apenas insuficiente, mas um verdadeiro ataque à trajetória de luta e conquistas dos educadores mineiros. Tal proposta não reconhece as perdas acumuladas ao longo dos anos, nem se alinha às expectativas e direitos da categoria.

De fato, esse índice de reajuste não recompõe sequer a inflação dos últimos 12 meses”, afirma a coordenadora-geral do SindUTE-MG, Denise Romano

PL 2238/24

Ainda segundo ela, para agravar a situação, o governo Zema enviou à ALMG um projeto de lei que desmonta o IPSEMG e aumenta a contribuição dos servidores. “O Sind-UTE/MG já demonstrou que as responsabilidades dessa situação devem recair sobre o governo estadual, ao implementar políticas que desvalorizam as categorias e comprometem o funcionamento do Instituto”, denuncia Denise Romano.

Ela salienta que o Sindicato se posiciona firmemente contra essa proposta e se compromete a atuar para que o governo assuma sua responsabilidade e busque soluções políticas e administrativas alternativas para garantir o funcionamento adequado do Instituto.

“É nesse sentido que o Sind-UTE mobiliza a categoria, a partir de uma iniciativa da Frente de Defesa dos Serviços Públicos de MG, para uma paralisação geral no dia 08 de maio”, conclama.

ATO PÚBLICO

A mobilização do funcionalismo público estadual prevê um grande ato no da 8, às 9:00h, no pátio da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte.

Conforme o Sindicato, a mobilização é essencial para denunciar os ataques aos servidores e alertar a sociedade sobre os riscos que representam à continuidade da oferta dos serviços públicos essenciais para a população.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com