Cidades

Reunião avalia situação do rio Doce

Arquivo DP

IPATINGA – A Agência Nacional de Águas (ANA) convocou reunião para hoje (18), na sede da Agência Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo (AGERH), na capital capixaba, com o objetivo de debater a crise hídrica na Bacia Hidrográfica do Rio Doce, que banha os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Além de representantes da ANA e da própria AGERH, participam da reunião representantes do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), do Instituto Estadual do Meio Ambiente (Iema-ES) e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce.

ESTIAGEM

Até o momento não há qualquer restrição imposta pela ANA para uso das águas do rio Doce. Contudo, em função da estiagem histórica vivida pela região desde 2012 e das baixas vazões já aferidas em 2015, as menores já registradas na série histórica, os órgãos gestores federal e estaduais têm se reunido para avaliar a situação hídrica da bacia hidrográfica e otimizar a tomada de decisão a respeito do cumprimento da legislação em vigor.

A BACIA

O rio Doce nasce em Minas Gerais, nas Serras da Mantiqueira e do Espinhaço, e percorre 850 quilômetros até desaguar no Oceano Atlântico. Sua bacia hidrográfica abriga aproximadamente 3,5 milhões de habitantes, distribuídos em mais de 200 municípios mineiros capixabas, perfazendo um total de 86.715km2.

Você também pode gostar