VidaSaude

Médicos e enfermeiros participam do curso ACLS

O curso reuniu 28 profissionais da Fundação, entre médicos e enfermeiros de setores como Internação, UTI, Centro Cirúrgico e Pronto-Socorro do HMH, entre outros

IPATINGA
– Com foco na qualidade e na segurança cada vez mais presente na assistência ao paciente, 28 profissionais da Fundação participaram do curso ACLS (sigla em inglês para Suporte Avançado da Vida em Cardiologia). O curso foi ministrado por instrutores da Sociedade Mineira de Terapia Intensiva (SOMITI) – que segue as diretrizes da American Heart Association, reunindo médicos e enfermeiros de setores como Internação, UTI, Centro Cirúrgico e Pronto-Socorro do Hospital Márcio Cunha e da equipe de socorristas do Serviço de Segurança do Trabalho, Saúde Ocupacional e Meio Ambiente da FSFX.

PREPARO
Durante 16 horas em dois dias de aprendizado teórico e prático, o treinamento foi dirigido ao atendimento das emergências cardiológicas, incluindo as diversas modalidades de parada cardiorrespiratórias, arritmias letais, tratamento inicial do infarto agudo do miocárdio e suas complicações, e do ataque cerebral, com informações e habilidades técnicas necessárias para a ressuscitação cardiopulmonar adulto.

“Essa atualização nos deixa mais preparados para o atendimento de paradas cardíacas, por exemplo, fazendo o melhor para o paciente. Ao seguir os protocolos necessários e a conduta correta de maneira rápida, podem-se evitar sequelas cardíacas e neurológicas”, explica o médico do Pronto-Socorro, Aristeu Francisco da Silveira Júnior. Para a parte prática do curso ACLS, os instrutores da SOMITI contam com manequins dotados de simuladores das mais variadas arritmias, eletrodos para monitorização e sensores para desfibrilação e cardioversão. Ao final do segundo dia, todos os profissionais passam por provas teóricas e prática para conclusão do curso.

Para o médico anestesiologista do Centro Cirúrgico, Maxwell dos Reis, a forma intensiva do treinamento permite a consolidação mais fácil do aprendizado. “O curso nos dá uma visão bem prática de como agir com os pacientes graves que recebemos, na maioria dos casos, politraumatizados que acabam evoluindo para parada cardíaca. Daí a importância de termos toda a equipe multidisciplinar capacitada para fazer esse atendimento”.

INVESTIMENTO

Todo o investimento da Fundação São Francisco Xavier em capacitação dos profissionais do Hospital Márcio Cunha reflete no cuidado com a saúde do paciente. Por meio do Capacitarh, o programa institucional de educação corporativa, a FSFX reforça a segurança e a efetividade sobre os processos assistenciais ao longo do ano, a partir de treinamentos com profissionais de instituições de referência em diversas especialidades, com o objetivo de prevenir os riscos.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com