Cidades

Legislativo pede estudo para concurso público

Na tarde desta quinta-feira, o representante do IBAM, Pedro Gomes, teve o primeiro contato com os servidores efetivos sobre o assunto

 

TIMÓTEO – A Câmara de Timóteo solicitou junto ao Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM) um estudo para saber das demandas da Casa. É que com a eleição para outubro o número de vereadores vai aumentar em 50%, passando de 10 para 15. O Legislativo quer saber a necessidade de novos profissionais e em quais áreas. Além disso, será importante a criação de um novo plano de cargos, salários e carreira que atenda aos servidores atuais e os que ingressarão através do próximo concurso público, previsto pela gestão atual.
Os estudos estão no início ainda, na fase de conhecer as características da instituição e das expectativas dos servidores. Na tarde desta quinta-feira, o representante do IBAM, Pedro Gomes, teve o primeiro contato com os servidores efetivos sobre o assunto, no plenário. Ele fez uma breve explanação e ouviu os funcionários. “Estamos fazendo ainda o estudo e simulações, observando o quanto a Câmara pode gastar. Queremos não só regularizar a situação atual, mas voltar os olhos para o futuro. Vamos tentar fazer o máximo para todos com responsabilidade, não adianta fazer algo que a Câmara não vai conseguir arcar depois”, disse.
O secretário de Administração da Câmara, Humberto Abreu, ressaltou a competência do instituto e a importância em respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal. “O IBAM é uma instituição especializada no serviço público municipal, por isso a escolha por ela. Precisamos corrigir eventuais distorções no plano atual e dar perspectiva de carreira para quem trabalha aqui. Estamos esboçando o estudo, não tem nada definido ainda. Se não houve consenso, vamos achar uma interseção de Lei de Responsabilidade Fiscal”, observou Abreu.

Você também pode gostar