Cidades

Câmara inicia atividades em nova Casa nesta terça

O novo plenário poderá receber um maior número de pessoas; ontem foram feitos os últimos ajustes para as duas reuniões de hoje

 

FABRICIANO – A Câmara Municipal de Fabriciano inicia nesta terça-feira (8), com duas sessões legislativas, os trabalhos na nova casa, situada à rua Dr. Querubino, 138, no Centro da cidade, no prédio que abrigou o tradicional Hotel Bragança.
A mudança do prédio na avenida Rubem Maia, próximo à Rodoviária Nova, onde funcionou nos últimos sete anos, foi aprovada em sessão extraordinária no dia 1º de fevereiro e concretizada este mês, depois que o imóvel passou por uma ampla reforma, visando a dar mais conforto ao público e melhores condições de trabalho para vereadores e funcionários da Casa.
O presidente do Legislativo, Francisco Pereira Lemos (PSD), disse que a mudança “facilitará o acesso do público às reuniões”, já que o novo local é mais central, além de proporcionar “maior economia para os cofres públicos, pois o aluguel será menor em relação ao imóvel anterior”.
Segundo Lemos, houve também uma preocupação com o aumento do número de vereadores previsto a partir da próxima legislatura em 2013, que vai passar de 11 para 17. “No prédio antigo, não haveria como abrigar todos eles”, disse Lemos.
A Câmara Municipal de Coronel Fabriciano é a única das três principais cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço que ainda não possui instalações próprias. “Fizemos um contrato de aluguel com opção de compra e acreditamos que o chefe do Executivo irá nos apoiar neste sentido, pois significará mais economia, além de trazer outros benefícios para a nossa comunidade”, afirmou Lemos.

SESSÕES
Estão previstas duas sessões, a partir das 17 horas. A primeira delas, extraordinária, para discutir e votar em regime de urgência o PL 2174, de autoria do Executivo, que dispõe sobre o repasse de verba para a Liga Desportiva de Coronel Fabriciano, no valor total de R$ 85 mil (para custeio de despesas com a realização do campeonato amador da cidade). O início do torneio está previsto para o próximo final de semana.
Na reunião ordinária, logo após, outros três projetos de lei serão apreciados: PL 2161, de iniciativa da vereadora Andréia Botelho (PSL), que dispõe sobre descarte, recolhimento e destinação de medicamentos vencidos como proteção ao meio-ambiente e saúde pública; PL 2171 e 2172, que dispõem sobre a criação de um programa municipal de apoio aos portadores de deficiência física e mobilidade reduzida e o que implanta o programa “Pró-Meninas”, de autoria do vereador Luciano Lugão (PSD).

Votação de Plano Diretor é adiada
Fabriciano
– Na última reunião ordinária, realizada no dia 27 de março, ainda no endereço antigo, o PL 2168, que institui o Plano Diretor para o município, foi lido em plenário, mas o início de sua apreciação em plenário foi adiado.
O motivo é um requerimento de audiência pública para esclarecimento de diversos pontos polêmicos da matéria, de autoria do vereador Marcos da Luz, líder do governo na Casa, também assinado e apoiado pelos vereadores Adriano Martins, Luciano Lugão, Vanderlei Cupertino Canídia, Djalma Eugênio, Natalino Moraes e Wailson Lima Madeira.
Segundo o presidente da Casa, Francisco Lemos, o adiamento da tramitação foi necessária: “Devemos discutir muito, exaustivamente, este projeto, que se for bem feito vai trazer ganhos imensuráveis para o município, mas se for mal feito, aprovado a toque de caixa, podemos incorrer em erros que vão repercutir negativamente nesta e nas futuras gerações”.

Você também pode gostar