Cidades

Agnaldo fiscaliza devolução de valores cobrados a mais

(Crédito: ACS/CMI)

 

IPATINGA – O vereador Agnaldo Bicalho (PT) esteve nesta quinta-feira (28) na sede da concessionária de transporte público Autotrans e se encontrou com um representante da empresa para fiscalizar se a lei, de sua autoria, que determina novas regras do transporte público, está sendo cumprida.

Na ocasião, Agnaldo acompanhou a agente de Endemias, Silvia Mariano, para que ela recebesse a diferença do valor pago na 2ª via do cartão eletrônico de R$ 27,50. Com o novo Decreto da Prefeitura de Ipatinga, referente à lei 3.224/13, o valor cobrado para a emissão da 2ª via do cartão é de duas vezes o valor da tarifa, ou seja, R$ 5,50.

A lei está em vigor desde o mês de setembro, e as pessoas que obtiveram a 2ª via do cartão, a partir deste período, têm o direito de receber o retroativo de R$ 22,00, cobrados indevidamente, pela concessionária.

INTEGRAL
No caso da Silvia, moradora do bairro Vila Ipanema, ela recebeu o reembolso integral em créditos de R$ 27,50 devido ao tempo mínimo de posse do cartão que é de 24 meses. A partir dessa contagem de 2 anos de uso do cartão, quem necessitar a 2ª via não pagará nada pelo novo cartão.

Silvia Mariano aprovou a iniciativa de Agnaldo e mostrou satisfação em receber toda a quantia paga pelo cartão. “Eu estou muito satisfeita em recuperar os meus créditos no cartão, e mais feliz ainda de receber o valor integral (R$ 27,50)”, disse Silvia.

São 209 pessoas que fizeram o cartão eletrônico no período de 16 de setembro a 19 de novembro, e essas pessoas podem procurar a empresa para solicitar a devolução da diferença do valor antigo em relação ao atual em créditos no cartão.

O valor total de reembolso que a empresa Autotrans deve devolver a essas pessoas é de aproximadamente R$ 5 mil, que será devolvido como forma de crédito para uso de novas passagens.

Você também pode gostar