àrea de notificações àrea de notificações àrea de notificações àrea de notificações

Nenhum outro registro encontrado!
Email enviado com sucesso!
Falha ao enviar o email!
08/11/2017 02h09

Agentes de trânsito da Prefeitura de Ipatinga irritam os motoristas

Os agentes de trânsito da Prefeitura de Ipatinga estão multando indiscriminadamente pelas ruas da cidade, portas de escolas e locais de maior aglomeração. Tudo a mando de um governo sem autoridade, sem compromisso com a cidade e sob o silêncio ensurdecedor dos demais poderes.

Fernando Benedito Jr.

A nova política de trânsito adotada pela Prefeitura de Ipatinga consiste na mudança súbita e propositalmente mal informada do sentido de trânsito das ruas da cidade e no imediato destacamento de agentes de trânsito municipais para ficarem de prontidão nas proximidades destes locais autuando e multando os motoristas “incautos e desinformados”. No bairro Cidade Nobre, na avenida Monteiro Lobato e outras ruas de maior movimentação, a “indústria da multa”, aquela mesma que o atual prefeito Sebastião Quintão havia criticado no governo Chico Ferramenta e que motivou o primeiro gesto de seu primeiro governo, a retirada de radares, volta agora com força total. A tropa de choque da guarda de trânsito municipal instala seu quartel general nos locais de maior movimento, onde o governo faz alterações nas vias sem avisar a população, onde fica de campana. Um abuso. As portas de escolas, onde mães e pais de alunos, na azáfama do cotidiano param para deixar os filhos tornaram-se “pontos de multa”. Os agentes ficam por ali, à socapa, fotografando os veículos e emitindo suas multas eletrônicas, enquanto as demais autoridades lavam as mãos ou apóiam os abusos – importante observar que todos tem seus estacionamentos particulares em espaços públicos, como o MP, MPF, Polícia Civil, Polícia Militar, Ambiental, Judiciário, Legislativo, Executivo,etc.
Até então, o governo não adotou nenhuma medida para tapar buracos das ruas com a mesma rapidez que tem para multar. Nenhuma política de educação no trânsito para combater a violência, melhorar a polidez, a urbanidade e o respeito aos usuários das vias (pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas). A precariedade das estradas da zona rural só não é pior por causa do projeto Caminhos do Vale, da Usiminas, que fornece o material para o cascalhamento das estradas rurais. A “nova Manaaim” é um projeto do governo anterior que o atual mal deu conta de concluir: os arremates demoraram quase nove meses, com recursos em conta e licitações feitas, tal a incompetência. Nenhum projeto, nenhuma proposta até o momento para resolver o sério problema da mobilidade urbana numa cidade que cresce desenfreadamente na proporção inversa dos investimentos para suportar este crescimento.
Interessante observar ainda que a falta de estacionamentos, inclusive, a incapacidade do governo municipal de dar resposta para o problema do rotativo no centro de Ipatinga, medida reivindicada de forma insistente pela Associação Comercial, CDL e outras entidades, também permanece sem resposta. Ou melhor, teve outra resposta: multa.
Enquanto isso, o governo de Quintão aposta nas soluções mais imediatas, pragmáticas e paliativas para resolver não os problemas da cidade, mas seus problemas de caixa.
A contratação dos tais agentes de trânsito é uma destas “brilhantes” medidas, além, claro, das mudanças no trânsito, que motivam a ação dos guardas. É o caso, por exemplo, a avenida Monteiro Lobato, no Cidade Nobre onde agora é proibido virar à direita na maioria das ruas transversais no sentido de quem vai para o Bom Jardim. Várias ruas à esquerda também tornaram-se proibidas. Só que ninguém foi avisado disso.
Investidos de uma pseudo autoridade quase policial, os agentes de trânsito abordam rispidamente os motoristas, possivelmente numa tentativa de afirmar sua “autoridade” e evitar uma voadeira ou um linchamento como se costuma ver nas redes sociais, praticados por motoristas indignados.
Os agentes de trânsito recebem ordens mal dadas de um governo fantasmagórico, quase inexistente, revestido da mesma autoridade que os guardas de trânsito: nenhuma. Aliás, o governo só não caiu ainda por causa da eficiente demora da justiça brasileira, o que parece motivar uma política de terra arrasada, de quem não tem compromisso com a cidade, porque muito melhor do que isso é Miami.

COMPARTILHAR:
leia Edição Digital
assine agora!
23_11_2017_02_23_00 23_11_2017_02_23_00

últimas

Subir
Descer
» Publicidade
Banner Cenibra cmi ajustado
PUBLICIDADE

Shopping

topo SIGA Fique por dentro das últimas notícias

Redação

Interag

Av Juscelino Kubitschek, 1290Jardim Panorama Ipatinga-MG / CEP:35164-245 - diariopopular.redacao@gmail.com

Telefone: (31)3827-0369

Google Maps
© 2000-2017. Jornal de Verdade.