àrea de notificações àrea de notificações àrea de notificações àrea de notificações

Nenhum outro registro encontrado!
Email enviado com sucesso!
Falha ao enviar o email!
09/08/2017 10h50

Briga entre gangues pode ter motivado execução em Timóteo

Três jovens foram conduzidos suspeitos de envolvimento em um homicídio nesta quarta-feira (9), no bairro Primavera, em Timóteo. Artur Felipe Souza Pires (foto), 19 anos, foi assassinado a tiros dentro da casa de um amigo na rua Azaleia, que fica próxima à cadeia pública.

TIMÓTEO - Três jovens foram conduzidos suspeitos de envolvimento em um homicídio nesta quarta-feira (9), no bairro Primavera, em Timóteo. Artur Felipe Souza Pires, 19 anos, foi assassinado a tiros dentro da casa de um amigo na rua Azaleia, que fica próxima à cadeia pública. Além dos acusados, encontrados em uma casa na rua Gerânio no mesmo bairro, a PM apreendeu duas armas de fogo nos fundos da residência que podem ter sido usadas no crime.
Segundo apurou a Polícia Militar, duas pessoas entraram na casa onde Artur estava e efetuaram disparos contra ele. O rapaz foi atingido com dois tiros nas costas, um no peito e outro na cabeça. O major Luiz Magalhães comandante da Cia da PM de Timóteo, explicou que o crime pode estar relacionado a uma briga entre gangues por causa do tráfico.

CONFLITO
“Apuramos que há um conflito de pequenos grupos de infratores que estão envolvidos com o tráfico e uso de drogas. Fizemos a condução de pessoas que não estão diretamente ligadas com os disparos, mas são do grupo rival da vítima e podem estar envolvidos indiretamente”, disse o Major.
O ano passado Artur foi alvo de um atentado na rua Hortência, onde ele morava. O crime foi registrado em setembro, e na ocasião o jovem na estava na companhia de um colega tratando de um cavalo e uma égua, quando uma dupla apareceu em uma foto e efetuou disparos em direção aos rapazes. Os tiros não atingiram os jovens, mas acabaram acertando os animais. A égua morreu, e chegou a ser levada para o IML de Ipatinga para retirada das balas que poderiam ajudar nas investigações.

NEGATIVA
O rapaz apontado como executor dos disparos que mataram Artur ainda é procurado pela PM. Identificado como Jean, o acusado cumpre pena em regime domiciliar. Durante o rastreamento após o assassinato, a polícia apreendeu um adolescente de 17 anos, Victor Rodrigues dos Santos, 18 anos (irmão de Jean) e Winglety Henrique da Silva, 21 anos.
Os suspeitos, que segundo a polícia pertencem a um grupo rival de Artur, negaram qualquer envolvimento no crime e disseram não ter nenhum problema com a vítima. O menor teria sido visto junto Jean no local do homicídio, porém ele alega que apareceu na cena do crime por curiosidade. “Eu estava na casa da avó do menino aqui (outro acusado), e aí nós escutamos os tiros e fomos lá para ver. E eu não tenho nada a ver com isso não. Eu sou primo do Jean, mas todo mundo sabe que sou amigo do Artur e trocava idéia com ele”, afirmou.
O irmão de Jean, Victor Rodrigues, disse que também chegou a ouvir os tiros e saiu. “A polícia me trouxe dizendo que eu matei o menino. Eu me dava bem com o Artur, quanto ao meu irmão e ele eu sei falar”, disse.

COMPARTILHAR:
leia Edição Digital
assine agora!
19_08_2017_01_04_12 19_08_2017_01_04_12

últimas

Subir
Descer
» Publicidade
Banner Cenibra
PUBLICIDADE

Shopping

topo SIGA Fique por dentro das últimas notícias

Redação

Interag

Av Juscelino Kubitschek, 1290Jardim Panorama Ipatinga-MG / CEP:35164-245 - diariopopular.redacao@gmail.com

Telefone: (31)3827-0369

Google Maps
© 2000-2017. Jornal de Verdade.