VidaSaude

Vigilância Sanitária orienta sobre compras da Semana Santa

O peixe deve estar firme, sem sinal de descongelamento, como acúmulo de água: consumidor também deve estar atento à temperatura de armazenamento


FABRICIANO
– A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Vigilância Sanitária, alerta os consumidores sobre os cuidados que devem ser adotados durante a compra de peixes e ovos de Páscoa. Também solicita aos consumidores que ajudem no trabalho de fiscalização, encaminhando denúncias diante de qualquer irregularidade encontrada durante a compra dos produtos comercializados para as celebrações da Semana Santa.

Alimentos com prazo de validade vencido ou armazenados de forma inadequada são irregularidades mais fáceis de serem observadas. Embalagens sujas, amassadas, estufadas, abertas ou com qualquer alteração não devem ser adquiridas, já que há o risco de o produto estar impróprio para consumo. Na compra de chocolates, devem ser observados se os ovos de Páscoa estão armazenados em locais frescos e arejados e se as embalagens estão isentas de furos, amassados ou sujeiras.

Sobre os peixes congelados, a coordenadora da Vigilância Sanitária de Fabriciano, Gisely Vasconcelos, lembra que o produto deve ser comercializado em bandejas contendo todas as informações relativas ao produto, conforme estabelece o Código de Defesa do Consumidor. “Deve-se ficar atento à temperatura de conservação informada e compará-la com a do balcão, já que elas devem ser similares. O peixe deve estar firme, sem sinal de descongelamento, como acúmulo de água”, orienta.

PEIXE FRESCO
A compra do peixe fresco exige cuidados redobrados e o consumidor deve estar atento se o pescado ainda está úmido, firme e sem manchas. Também é preciso observar os olhos, que devem ser salientes e brilhantes. “A cor da carne tem que estar uniforme e a coluna vertebral deve partir-se facilmente, mas sem se soltar. O consumidor deve observar, ainda, a rigidez da carne do peixe, que tem que estar flexível, mas rígida. As escamas precisam estar bem aderidas e as guelras vermelhas e brilhantes. Já o odor deve estar ausente ou suave”, detalha Gisely Vasconcelos.

Um teste muito utilizado para avaliar se o peixe está fresco é pressionar os dedos sobre o produto. “Se o local pressionado demorar a retornar à posição inicial ou não voltar, é sinal que o pescado já está em estado de deteriorização”, ensina a coordenadora. Em relação ao bacalhau, campeão de vendas neste período, o importante é descartar as peças com manchas, vermelhidão e amolecimento. “O local de venda deve ser limpo e organizado. Para os peixes salgados, é necessário que o ambiente seja seco e frio”, finaliza Gisely Vasconcelos.

SERVIÇO
Em caso de qualquer irregularidade na manipulação ou conservação dos alimentos, as denúncias podem ser encaminhadas ao Setor de Vigilância Sanitária pelo telefone 3846-7745. O órgão funciona de segunda a sexta, das 7h às 18h.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com