Cidades

Vereadores de Ipatinga cobram cumprimento da lei do rotativo

IPATINGA – A falta de um estacionamento rotativo em Ipatinga está sendo motivo de indignação por parte do comércio local, e, sobretudo, consumidores que não encontram vaga de estacionamento no Centro da cidade. Em maio deste ano, a administração pública retirou os 129 parquímetros, isto porque os equipamentos não emitiam comprovantes do tempo utilizado pelos usuários
Representantes da Associação Comercial de Ipatinga já cobraram da Prefeitura uma posição. Os usuários todos os dias reforçam o pedido. Diante das constantes reclamações, a presidente da Comissão de Abastecimento, Indústria e Comércio, a vereadora Cassinha (PSB) fez uma indicação (nº 457/2017) ao executivo para que tome providências urgentes para implantação do estacionamento rotativo na cidade.
“Eu acho que já passou da hora de resolver este problema. Estou muito preocupada com o fim do ano, época em que as pessoas saem às compras, e os comerciantes têm a esperança de recuperar as defasagens dos meses anteriores. Eu ouço pessoas dizendo que queriam comprar no Centro e não vão porque não tem jeito de estacionar”, relatou a vereadora.

LEI

O presidente da Câmara de Ipatinga vereador Nardyello Rocha (PMDB) lembrou que o estacionamento rotativo é uma lei e que está sendo descumprida pelo poder Executivo que até o momento não apresentou uma alternativa para substituir o parquímetro.
“Em momento algum nós solicitamos que ficasse sem estacionamento rotativo, pelo contrario, o acordo que foi feito e falado pelo governo é que seria imediatamente implantado o serviço de faixa azul no papel até que fosse licitado um novo equipamento. E isso infelizmente não aconteceu, e entendo que a lei do rotativo está sendo descumprida”, pontuou.

Você também pode gostar