Cidades

Unidade de Terapia Intensiva na Unidade II do HMC completa 1 ano

IPATINGA – A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Unidade II do Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga (MG), completou um ano de assistência segura e de qualidade aos pacientes, com bons motivos para comemorar. Em seus 10 leitos, integrados com equipamentos de ponta para monitoramento e avaliação dos internados, janelas e controle de luz solar, central de monitorização para o acompanhamento simultâneo de todos os leitos, além do suporte de uma equipe multidisciplinar capacitada, já foram atendidos 403 pacientes.

“O sentimento é de que nossa primeira etapa foi cumprida. Formamos uma equipe alinhada e bem treinada para seguir os protocolos assistenciais, sem deixar de adotar novas práticas. Isso porque temos em vista a melhora do atendimento ao cliente e o sucesso nos tratamentos para reduzir o tempo de internação e mortalidade, com o máximo de carinho e cuidado”, ressalta a médica responsável técnica pelo setor, Thatiane Olivier Ticom.

Atualmente, mais de 10 médicos e cerca de outros 70 profissionais, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem, fonoaudiólogas, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, secretários e equipes de higienização e limpeza, atuam na Unidade de Terapia Intensiva da Unidade II.

Para celebrar a data, além de um café comemorativo realizado nesta semana, os colaboradores expuseram cartazes com fotos que retratam momentos e técnicas inovadoras utilizadas nos últimos 12 meses, essenciais para a recuperação dos pacientes. “Reviver isso é importante para lembrar que vale a pena continuar nossa missão. Nossa equipe trabalha unida e feliz porque todos participam ativamente das decisões e sentem-se diretamente ligados com o desfecho do paciente”, completa Thatiane.

Crescimento contínuo

Inaugurada em 2013 pela Fundação São Francisco Xavier, a nova UTI, juntamente com o novo Pronto-Socorro e o novo Centro de Diagnóstico por Imagem, faz parte dos R$ 28,5 milhões investidos na ampliação e modernização do Hospital Márcio Cunha. Para os próximos dois anos, a Fundação investirá ainda na criação de 10 novos leitos para a UTI da Unidade I e outros 10 novos leitos para a UTI e 50 novos leitos para internação na Unidade II do hospital.

O HMC possui hoje 527 leitos de internação nas unidades I e II; desses, 30 são de UTI Adulto e 10 de UTI Neonatal e Pediátrica. “A vocação do Márcio Cunha como hospital geral e de alta complexidade exige investimentos contínuos em estruturas arrojadas e ambientes que unem tecnologia e humanização. É por isso que a Fundação São Francisco Xavier continuará investindo no Hospital Márcio Cunha, contribuindo para o aumento da capacidade dos seus diversos setores, como forma de suprir uma demanda crescente e cada vez mais exigente”, explica Mauro Oscar Souza Lima, superintendente do HMC.

Você também pode gostar