Esportes

Treinador e jogadores do Cruzeiro avaliam eliminação

O meia Montillo voltou ao time, mas pouco produziu em campo: ele reclamou de dores   (Crédito das fotos: Vipcomm)

 

BH – A eliminação precoce do Cruzeiro no Campeonato Mineiro deixou parte da torcida descontente com o trabalho do técnico Vágner Mancini. Depois da derrota por 2 a 1 para o América, neste domingo, o treinador assumiu a responsabilidade pelo revés, mas não se sentiu pressionado pela situação adversa.
“Estamos muito chateados, é um momento difícil, temos que assumir os erros, eu me responsabilizo por tudo. Os torcedores esperavam mais em um embate de 180 minutos em que 160 deles nós tivemos que correr atrás do resultado”, avaliou.

CORREÇÃO DE RUMO

O treinador disse que compreende a frustração dos torcedores e prometeu muito trabalho para corrigir os erros na Copa do Brasil. Mancini admite que as especulações a respeito de uma possível demissão podem aumentar, mesmo assim o comandante não vê seu cargo ameaçado.
“Eu não vou deixar de ser o Vágner Mancini e não vou deixar de trabalhar. Já estou há 28 anos no futebol, já levei muitas dessas e venci outras. Estamos muito chateados e emocionalmente abalados, mas não podemos perder o rumo e o caminho. Sempre que acontece isso, muita especulação é gerada”, reconheceu o treinador.
“São oito milhões descontentes e poucas equipes têm esse número grande de torcedores. Ninguém vai sair do estádio quieto e sorridente, é natural o protesto, nós sabemos que isso acontece, mas eu não posso me deixar influenciar, sou funcionário do clube e sigo fazendo meu trabalho”, completou.

SUPERIORIDADE
Com duas vitórias sobre o Cruzeiro, o América conquistou, de forma incontestável, a vaga para a final do Campeonato Mineiro. Essa foi a avaliação do meia cruzeirense Roger. O experiente armador reconheceu a superioridade americana e parabenizou a classificação do adversário.
“Temos que ser humildes, parabenizar o América que foi melhor, não só nessa partida, mas nas duas e vai fazer uma final merecidamente. O América fez dois bons jogos, foi superior, hoje a gente novamente pecou em erros coletivos e individuais também”, disse Roger.
O armador cobrou uma postura mais inteligente do grupo em jogos decisivos. Para ele, o Cruzeiro errou ao permitir que o adversário saísse na frente nas duas partidas. Correr atrás do placar, mesmo com a força da camisa, dificultou a vida do time.

DORES
Desfalque do Cruzeiro no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, contra o América, o meia Montillo voltou ao time neste domingo, mas pouco produziu em campo. O jogador se recuperou de lesão muscular misteriosa e atuou durante os 90 minutos. De acordo com o novo procedimento do clube, nenhuma contusão de jogador será detalhada à imprensa.
No fim da partida, porém, Montillo revelou que as dores da lesão ainda o incomodam e chegou a dizer que tais dores o perseguem há um tempo. Por conta disso, o argentino terá uma conversa em particular com os médicos do clube, para buscar uma solução definitiva.
“No primeiro tempo eu ainda estava com algumas dores da lesão que tive na semana que passou, mas não vale como desculpa. Atrapalhou, mas tenho que começar a falar com o doutor e saber o que está acontecendo, por que não consigo jogar sem dor”, revelou Montillo.


Vágner Mancini: “São oito milhões descontentes”


Roger: “Temos que ser humildes, parabenizar
o América, que foi melhor”

Você também pode gostar