Cidades

Sind-UTE enfrenta ataques do governo Zema e realiza assembleia nesta quinta

BH – O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG) realiza amanhã, às 14:00h, a assembleia geral da categoria, com indicativo de greve, para avaliar o resultado das últimas mobilizações e os rumos do movimento a partir desta quinta-feira (13). A assembléia será realizada no pátio da Assembleia Legislativa, em BH, e vai reunir trabalhadores e trabalhadoras do Interior e da Capital.

A coordenadora-geral do Sind-UTE, Denise de Paulo Romano, disse que “a categoria tem grandes desafios pela frente, principalmente em relação à tramitação do Projeto de Lei 2.238/2024, que faz profundas alterações no IPSEMG, além do reajuste das contribuições”.

O projeto está pautado para ser debatido na Comissão de Constituição e Justiça da ALMG na próxima semana.

“O Sind-UTE demonstrou em atos regionais por todo o estado o quanto o governo Zema já precarizou a situação dos trabalhadores e trabalhadoras da educação. As ações de desvalorização dos servidores são ataques constantes, que se sucedem, um após outro, na perspectiva de destruir paulatinamente a educação pública em Minas. O governo Zema adota medidas antissindicais, judicializa todas as ações do Sind-UTE em defesa da categoria e tenta impor pesadas restrições à mobilização. Apesar disto tudo, temos rompido as barreiras e avançado, demonstrado nossa força e conseguido infligir derrotas importantes ao governo”.

Denise destacou que “a mobilização vai continuar para impedir que o governo continue precarizando o trabalho e a vida, prejudicando a educação pública e atacando aqueles que constroem o futuro das novas gerações de Minas. Não vamos recuar. Seguiremos firmes na luta por nossos direitos, em defesa do IPSEMG, de melhor qualidade de vida e saúde”, sustentou a coordenadora estadual do Sind-UTE.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com