Cidades

Servidores aceitam 9% de reajuste salarial

Helenir: "Consideramos vitoriosa essa proposta oferecida. Já tínhamos decidido que aceitaríamos o índice a partir de 8,11%, desde que fosse para ser pago retroativo"

 

IPATINGA – Após quatro meses de negociações, a proposta de reajuste salarial foi aceita pelos servidores públicos de Ipatinga na noite desta sexta-feira (16). O aumento será de 9,12%, a ser pago a partir de julho. Helenir Lima, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Ipatinga (Sintserpi), considerou uma vitória o índice alcançado. “A proposta foi aprovada em assembleia e os servidores decidiram aceitar esse reajuste. Consideramos vitoriosa essa proposta oferecida. Já tínhamos decidido que aceitaríamos o índice a partir de 8,11%, desde que fosse para ser pago retroativo. Como não vamos receber o retroativo, então esse índice maior foi justo para nós”, declarou Helenir.
Outro benefício adquirido foi o aumento do auxílio-alimentação, que passou de R$ 155 para R$ 180. “Também conseguimos uma vitória com o auxílio alimentação. A princípio, pedimos R$ 200 e depois eles apresentaram R$ 170. Pedimos um aumento e conseguimos fechar esse valor maior”, considerou a presidente do Sintserpi.
A proposta de reajuste contempla servidores públicos concursados e aposentados, não sendo incluídos cargos comissionados e agentes políticos, como secretários e prefeito. “Hoje, são mais de quatro mil servidores que serão beneficiados com este aumento. Analisamos todos os dados e chegamos a este percentual. Estamos levando em conta a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê limite prudencial para pagamento de funcionário”, explicou o prefeito Robson Gomes (PPS).
Helenir Lima afirmou que a pauta de reivindicações continua em aberto. “Foi aprovado apenas o reajuste, ainda temos outras pendências que precisam ser vistas. E as negociações vão continuar porque os outros pontos que estão em pauta precisam ser alcançados”.

Você também pode gostar