Cultura

Quilombo do Queimado comemora 25 anos com batizado e exposição

Os alunos recebem aulas de capoeira semanalmente; apresentação será neste sábado    (Crédito: Divulgação)

 

IPATINGA – No próximo sábado (28), a partir das 18h, o teatro do Centro Cultural Usiminas será palco de mais um batizado de capoeira. É o projeto Quilombola, uma realização da Associação Desportiva e Cultural de Capoeira Quilombo do Queimado, comandada pelo Grão-Mestre Merrinho de Caio e pelo Mestre Margoso, que este ano comemora 25 anos de atividades ininterruptas em prol de preservação e difusão dos valores da cultura negra, especialmente os associados à prática da capoeira.
Criado com a proposta de oferecer aos participantes uma alternativa de natureza cultural, focada nos valores da cultura afro-brasileira, através da dança, teatro, música, artesanato e folclore o projeto Quilombola está em atividade desde 2006. A quinta edição teve início em setembro de 2011. Desde então, os alunos recebem semanalmente aulas de capoeira e participam de oficina de construção de instrumentos de percussão. Paralelo às aulas, também participam de ensaios das tradicionais peças da capoeira: “Morte do Pescador”, “História de uma luta”, “Puxada de rede”, “Maculelê” e “Dança dos cafezais”. Com o desenvolvimento destas atividades o projeto vem atingindo seu principal objetivo, que é de preservar e difundir os valores da cultura negra, especialmente os associados à prática da capoeira.
Ao longo de 25 anos, a Associação já realizou 26 edições do Batizado de Capoeira, seis edições do Encontro Nacional e duas edições do Encontro Internacional.
A filosofia da entidade é baseada nos ensinamentos do Mestre Caio César Rezende, que foram assimilados e estão sendo repassados pelo Grão-Mestre Merrinho de Caio e pelo Mestre Margoso.
Seu campo de atuação vai além das fronteiras do Vale do Aço. Por meio de parcerias, o Quilombo do Queimado atua em 15 núcleos de capoeira, identificados na capital mineira e no estado do Espírito Santo.
Na programação de sábado batizado dos novos participantes, apresentações teatrais, exposição de instrumentos de percussão confeccionados nas oficinas do projeto e apresentações de capoeira, com participação dos alunos, professores e convidados.
A 5ª edição do projeto Quilombola é patrocinada pela Usiminas, com apoio do Usicultura e Governo de Minas Gerais, com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. A entrada é franca.

 

Você também pode gostar