Cidades

Quebra-molas gera reclamação de moradores no Vila Celeste

Altura de elevação feita na avenida Luiza Nascimbene desagradou a alguns moradores do bairro

 

IPATINGA – A instalação de um quebra-molas na avenida Luiza Nascimbene, próximo ao n° 824, no bairro Vila Celeste, tem causado polêmica entre os moradores das imediações.
Moradores ouvidos pela reportagem relataram que desde quando a lombada foi colocada, os motoristas que circulam pela avenida tem problemas com a altura do redutor de velocidade.
A dona-de-casa Sonia Maria de Oliveira mora em um apartamento de frente para a lombada. Ela contou que presenciou vários automóveis danificados pela estrutura. O barulho dos carros que passam em alta velocidade e batem acabam assuntando-a.
“Qualquer barulho mais alto fico preocupada e corro para a sacada da minha casa. Vejo as peças dos carros ficando para trás. Acho que o quebra-molas poderia ser mais baixo. Às vezes, os motoristas passam de lado para evitar o impacto, e com isso acabam invadindo os cantos da via pública”, relatou.
A comerciante Keila Félix recordou que no último sábado um veículo muito baixo foi tentar passar pelo canto da lombada e quase colidiu com o meio-fio. Ela também endossou o pedido de Sônia por uma lombada mais baixa. Contudo, as duas mulheres reconheceram que a medida trouxe mais segurança para o pedestre.

ESTUDO TÉCNICO
A Prefeitura de Ipatinga informou que existe um padrão técnico a ser seguido para a instalação dos quebra-molas. O Departamento de Transporte e Trânsito realiza o estudo e a Secretaria de Obras Públicas executa a intervenção.
O quebra-molas colocado na semana passada na avenida Luiza Nascimbene será novamente avaliado pelos técnicos do Departamento e, se constatada a necessidade de adequação, em seguida será feita.

SINALIZAÇÃO

O quebra-molas foi colocado na avenida na última quinta-feira (5), e somente na segunda é que os servidores da Prefeitura de Ipatinga pintaram o local e colocaram a sinalização vertical.
Os moradores reclamam que as placas foram afixadas em pontos muito próximos à elevação. Por isso, o motorista ou motociclista distraído pode não ver a lombada e passar direto.

SEGURANÇA
Adarieziel Barbosa, proprietário de um supermercado na avenida, foi uma das que comemorou a colocação da lombada. Seus clientes, com idade mais avançada, agora têm mais segurança para atravessar a rua.
“A maioria dos meus fregueses disse que está mais segura com o quebra-molas. Antes, para uma pessoa de idade atravessar a rua era quase um suicídio. Os carros aqui trafegavam em alta velocidade”, elogiou.

Você também pode gostar