Cidades

Prefeitura executa frentes de obras indicadas pela população

Intervenção na rua Houston, no Vila Militar, demanda indicada pela comunidade no Compor   (Fotos: Wellis Debil – Secom/PMI)

IPATINGA –
Com muito empenho, trabalho planejado e parcerias fundamentais, a Prefeitura de Ipatinga mantém frentes de obras e intervenções em diversos pontos da cidade, mesmo diante de um quadro de receitas abaladas pela crise econômica. Projetos em execução atendem a indicações aprovadas pela população no Congresso Municipal de Prioridades Orçamentárias (Compor), seguindo um cronograma traçado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop), de acordo com a disponibilidade financeira do Município. A previsão é que todas as obras do Compor já iniciadas estejam concluídas nos próximos meses.

ANDAMENTO
Uma parte dessas obras está sendo executada por meio de empresas licitadas e a outra, com a participação de equipes da própria Prefeitura. Esta semana, a Rua Jaú, no bairro Granjas Vagalume, voltou a ter movimentação intensa de caminhões. A via com trecho bastante íngreme vai ser pavimentada e asfaltada, para melhorar a mobilidade de veículos e pedestres no local. Já no Morro do Sossego (Veneza I), os trabalhos de recuperação e pavimentação de um trecho da Rua Tancredo Neves vão começar nos próximos dias, atendendo a uma antiga reivindicação dos moradores.

Em estágios mais avançados estão as frentes de obras de pavimentação da Rua A, no loteamento Zé Cornélio (Bom Jardim), e a ligação entre os bairros Planalto, em Ipatinga, e Cidade Nova, em Santana do Paraíso, que já contam com asfalto implantado e em breve serão entregues à comunidade. Também as intervenções para instalação do sistema de microdrenagem na Rua Houston, no Vila Militar, estão bem adiantadas e deverão ser concluídas até o mês de junho.
Nos últimos dois meses, a Prefeitura também retomou a obra na rua Belo Mineira, no Vila Formosa, que compreende execução de escadaria e muro de arrimo.

PLANO DE TRABALHO
Dentro do plano de trabalho da Semop, equipes da Prefeitura são destacadas para a realização de mais três projetos em andamento na cidade, seguindo a listagem de obras indicadas no Compor. A revitalização da ciclovia da Avenida Macapá, no bairro Veneza I, foi a primeira a ser iniciada e encontra-se dentro do cronograma de execução. As reformas do coreto, do parquinho e da Praça Central do bairro Recanto já estão praticamente no final, para que sejam iniciados os serviços de paisagismo. Na Praça do Alto Boa Vista, no Morro do Escorpião, também vai começar nos próximos dias um projeto de revitalização, executado com investimentos próprios do município e equipes da Prefeitura.

A Secretaria de Obras também está finalizando as negociações com as empresas para a retomada das obras na rua Curió e na rua Cânticos. “Trata-se de um compromisso assumido na reunião do Conselho do Orçamento, em março, de retomada e priorização das obras que estavam paralisadas. Estamos iniciando outras obras também, como é o caso do Morro do Sossego e da rua Houston, mas sempre dentro de um planejamento financeiro que o Município suporta”, explicou a secretária de Obras Anna Sylvia Rodrigues.

CONTRAPARTIDAS
Dentro do planejamento financeiro, a Secretaria também está priorizando o pagamento de contrapartidas para a execução de obras com recursos dos governos federal e estadual. É o caso, por exemplo, do conjunto de contenções, muros de arrimo e pavimentação no Nova Esperança, com R$ 5 milhões do BDMG e R$ 1,4 milhão do Município.

As obras de esgotamento sanitário do bairro Horto são outro exemplo. Dos mais de dois milhões da obra em recursos federais, há quase R$ 500 mil dos cofres municipais. “Também estamos priorizando as desapropriações dos trechos que serão interligados pela avenida Maanaim, haja vista que a segunda etapa da obra já começou e e não há recursos federais para o pagamento de indenizações e desapropriações”, conclui a secretária.


A obra do Planalto-Cidade Nova foi reiniciada e está próxima de sua conclusão


A rua Jaú, no bairro Granjas Vagalume, com trecho bastante íngreme vai ser pavimentada e asfaltada


Muro do prolongamento da rua 9, no Nova Esperança: investimentos são esperados há mais de uma década

Você também pode gostar