Cidades

Prefeitura diz que enviará à CMI plano de carreira em junho

“Infelizmente a Prefeitura não conseguiu enviar o projeto a tempo para a Câmara”, disse Mayrink

 

IPATINGA – Os professores da rede municipal de ensino de Ipatinga estavam aguardando o envio do novo plano de carreira da categoria para aprovação da Câmara Municipal ainda esta semana. A expectativa era de que o documento fosse enviado para que os vereadores votassem o projeto e aprovassem até o dia 9 deste mês. Mas, de acordo com o secretário de educação, Maurício Mayrink, a previsão para o envio do plano de carreira é o próximo dia 30 de junho.
Os professores chegaram a entrar em greve no último dia 29 de março em uma tentativa de pressionar a administração a concluir o plano no prazo combinado. Mas a paralisação durou apenas 24 horas e a classe aceitou retomar as atividades devido a declarações do Executivo de que o plano de carreira estava em fase final de elaboração.

IMPACTO
Maurício Mayrink, secretário de educação, informou que a Prefeitura não enviou o plano de carreira à Câmara devido ao grande impacto financeiro que o projeto representa. “Infelizmente a Prefeitura não conseguiu enviar o projeto a tempo para a Câmara, visto que o impacto financeiro do novo plano, que foi apresentado pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Ipatinga (Sind-UTE), em uma negociação, tem um valor muito alto para a Prefeitura assumir agora”, justificou.
Ainda segundo ele, uma nova discussão está prevista com a classe. “Achamos melhor ampliar a discussão com uma comissão que existe e estamos trazendo novas pessoas para ampliar esse debate. Para que a Prefeitura consiga em parceria com Sind-Ute e profissionais da educação elaborar um plano que atenda necessidades da categoria, mas que também atenda necessidade financeira da Prefeitura” afirmou o secretário.

CÂMARA
Maurício afirmou ainda que o prazo para que o projeto fosse enviado para entrar na pauta de votação da próxima semana já se esgotou. “Essa questão do período já passou e estamos trabalhando com a expectativa de apresentar o plano de carreira dia 30 de junho. O plano não pode ser discutido pensando só nos professores, temos que ver também o lado da Prefeitura” declarou Maurício Mayrink.
A Câmara Municipal de Ipatinga, por meio de seu presidente, Nardyello Rocha (PSD), ressaltou o trabalho que o Legislativo tem realizado para colaborar com os educadores. “Tão logo a Prefeitura nos envie o projeto de lei do plano de carreira nós vamos votar na Câmara. Nos comprometemos a votá-lo em caráter emergencial para que ainda dê tempo da lei ser sancionada pelo prefeito dentro das exigências legais do prazo do calendário eleitoral”, garantiu Nardyello.
A Câmara enviou a pauta das próximas reuniões, nos dias 9 e 10 de abril. Cinco projetos serão votados, três de autoria do Executivo.

Você também pode gostar