Policia

Polícia apreende drogas em Fabriciano

A PM apreendeu cinco relógios, 56 pedras de crack, câmeras e uma ferramenta (Crédito: Gizelle Ferreira)

 

FABRICIANO – Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, a Polícia Militar prendeu na manhã desta quarta-feira (4), M.T.O., 37 anos, sob a acusação de tráfico de drogas. Após denúncias anônimas dando conta de que o acusado estaria comercializando drogas na localidade conhecida como “Prainha”, cerca de onze policiais foram até o local cumprir a determinação da justiça.
Na casa dele, a PM localizou 56 pedras de crack, produtos de procedência duvidosa como ferramenta, câmeras, digitais, celulares e cinco relógios. Inicialmente, a polícia desconfiou que os relógios encontrados seriam os mesmos furtados da residência de um juiz no último domingo (1º). Mas a hipótese foi descartada depois que o magistrado confirmou que os objetos não eram dele.
De acordo com o tenente Marcos, que comandou a operação, várias denúncias davam conta de que o suspeito estaria comercializando drogas. Com base nas informações, a polícia solicitou junto ao Ministério Público um mandado de busca e apreensão. “De posse deste documento, realizamos a operação hoje (quarta). Nenhum dos produtos possui nota fiscal, o que nos leva a entender que tenha sido trocada por droga”, considera o policial.

PLANTADA
M. já cumpriu três anos de pena por tráfico de drogas. Em conversa com a reportagem do DIÁRIO POPULAR, o acusado disse que não reagiu, permitindo a entrada dos policiais em sua residência. O suspeito confessou que os produtos são seus, mas negou ser o dono das drogas. Segundo contou, o entorpecente foi plantado em sua casa, propositalmente, para incriminá-lo. “Eles entraram, olharam minha casa toda e não acharam nada. Depois, vieram com uma testemunha que já estava dentro do carro da polícia, e de repente apareceram com um pote de fermento com a droga dentro”, contou.

Você também pode gostar