Cidades

PMI implanta sistema “Onda Verde” entre o Jardim Panorama e Bethânia

IPATINGA – O motorista que partir de um semáforo em uma das avenidas do trajeto, a uma velocidade de 50 km/h, irá garantir o sinal verde em todos os entroncamentos do percurso.

A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), implanta no município uma rota com sistema de controle de tráfego conhecido como “onda verde”.  A programação semafórica compreende uma extensão de aproximadamente 5 quilômetros entre o bairro Jardim Panorama ao final do bairro Bethânia.  Todos os semáforos das avenidas Juscelino Kubitschek, Minas Gerais, Selim José de Sales e Alberto Giovanini serão sincronizados por meio de um cabeamento que interliga todos os 7 sinais do percurso.

SINCRONIA

A onda verde é o resultado da tecnologia aliada a uma engenharia de tráfego para garantir o sincronismo dos semáforos. O sistema será dividido em dois trechos: O primeiro trata do sincronismo dos semáforos situados na avenida JK entre as ruas Vitória e Serra do Cocais, no Jardim Panorama, e o segundo intervalo contempla o cruzamento entre a avenida Minas Gerais e rua Orinocos, no bairro Caçula até a o intersecção entres as avenidas Alberto Giovanini e José Cândido de Meire, no Bethânia.

O diretor do Departamento de Trânsito (Detra), Tayrone Lagares de Andrade, explica que os trechos irão trabalhar o sincronismo semafórico de maneira independente. “Isto porque existe uma parada obrigatória em frente à rotatória do trevo do Panorama e o motorista é obrigado a parar”, esclarece.

ONDA VERDE

Para o funcionamento do sistema de “onda verde” a Sesuma irá alterar a velocidade regulamentada para a via, de 60km/h para 50km/h. Assim, o motorista que partir de um cruzamento em uma avenida a uma velocidade de 50 km/h irá garantir o sinal livre no cruzamento seguinte. O mesmo irá se repetir nos demais entroncamentos, permitindo que os veículos transitem sem ter que parar, considerando-se a velocidade média. Na prática, o condutor terá economia de combustível e de tempo.

IMPLANTAÇÃO

A primeira fase da implantação do sistema “onda verde”, desenvolvido pelos técnicos da Sesuma, aconteceu nesta terça-feira (11) com a substituição das lâmpadas alógenas dos semáforos pelas de LED.  O prefeito de Ipatinga Nardyello Rocha acompanhou de perto o início dos trabalhos, no bairro Jardim Panorama. A atual frota no município, de acordo com o gestor público, é de aproximadamente 150 mil veículos, sem contar o volume flutuante (de outras cidades) que é em torno de 50 mil, entre automóveis, caminhões e motos.

“É um número de veículos muito grande e precisamos garantir a fluidez do trânsito. E um dos gargalos se encontra no início da avenida JK até o começo do bairro Bethânia, com a retenção provocada pelos semáforos. O motorista sai do verde e quando assusta chega no sinal seguinte fechado. Praticamente impraticável em horário de pico. Não existe sincronismo”, explicou o prefeito acrescentando que será feita a revitalização das pinturas do solo.

A estimativa é que em meados do mês de outubro o sistema de “onda verde” já esteja em funcionamento. A Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente irá colocar sinalização de regulamentação ao longo do trecho informando sobre a implantação do sistema.

CENTRAL SEMAFÓRICA

Inicialmente a “onde verde” será pelo sistema de cabeamento, que irá interligar os controladores dos semáforos. O município já estuda a possibilidade de implantar uma central semafórica para gerenciar remotamente os cruzamentos semaforizados por meio de um software. Com o programa é possível enviar e receber, de uma central, parâmetros de programação.

REVITALIZAÇÃO

Técnicos da Sesuma irão realizar nas próximas semanas a manutenção da “onda verde” já existente (mas atualmente desativada) ao longo da avenida Brasil, entre as ruas Turmalina e Quartzo. A programação de revitalização semafórica (intensificada nos últimos meses) contemplará a modernização de todos os sinais luminosos de trânsito na cidade, com a substituição do sistema alógeno pelo de LED.

“Alguns semáforos apresentam deterioração em função da ação do tempo e acúmulo de sujeira, o que dificulta a visibilidade no trânsito. A substituição dos sinais já foi feita em vários pontos da cidade e continuamos realizando o serviço gradualmente até que tenhamos 100% em LED”, acrescenta o diretor do Detra.

Além da implantação da “onda verde” e da modernização dos semáforos, a prefeitura de Ipatinga irá promover a revitalização da sinalização horizontal em toda cidade.

Você também pode gostar