Cidades

Pesquisa resgata história esquecida do Legislativo

Nonô da Loteria (à esquerda), secretário da Câmara, e o ex-vereador José da Mata Sanches (centro), presidente do Legislativo, em foto localizada durante a pesquisa

FABRICIANO – No contexto das comemorações dos 63 anos de emancipação do município de Coronel Fabriciano, alguns documentos históricos do Poder Legilativo, até então desconhecidos ou considerados inexistentes, foram resgatados pelo vereador Marcos da Luz (PT) a partir de uma pesquisa realizada na biblioteca particular Celita Barros Giovannini, de propriedade do ex-vereador e ex-vice-prefeito Clodomiro de Jesus (“Miro da Banda”).
A busca pelos documentos marca a passagem do centenário de nascimento do também ex-vereador José Martins de Barros – Nonô da Loteria, ocorrida em 7 de novembro de 2011. Comerciante natural de Antônio Dias, Nonô da Loteria mudou-se definitivamente para Fabriciano entre o final da década de 1940 e início da de 1950, justamente na época da emancipação, onde se instalou como o primeiro agente lotérico da região.
Entre os documentos encontrados estão o Projeto de Resolução nº 06/79, de 30 de Maio de 1979, que cria a Sub-Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, de autoria do próprio vereador José Martins de Barros; o Projeto de Resolução nº 07/84, de 14 de Novembro de 1984, que dispõe sobre a criação da “Tribuna Popular José Martins de Barros – Nonô da Loteria” na Câmara Municipal, de autoria do ex-vereador João Batista Marques; e, ainda, o Projeto de Resolução nº 07/85, de 14 de Agosto de 1985, que concede o título de Cidadania Honorária ao Nonô da Loteria, de autoria do ex-vereador Messias Paulo Moreira.
Cópias dos documentos oficiais foram gentilmente cedidas pelo ex-vereador Clodomiro de Jesus e agora estão consignadas nos anais da Câmara Municipal, após serem inseridas em ata, conforme prevê o Regimento Interno da Casa, de acordo com o Requerimento nº 240/2011, de autoria do vereador Marcos da Luz, aprovado na última reunião ordinária do ano passado. “É gratificante o resultado desta pesquisa, que homenageia um político que tanto contribuiu com o progresso e o desenvolvimento de nossa cidade”, salientou o autor da proposição, que é neto do Nonô da Loteria.
Além dos documentos citados foram localizadas duas edições da extinta publicação “O Vale em Revista”, que circulava na região, de abril e outubro de 1978, com reportagens sobre a legislatura da época, em que Nonô da Loteria era o secretário da Câmara e o ex-vereador José da Mata Sanches o presidente do Legislativo.

Você também pode gostar

Cultura

Pesquisa resgata história esquecida do Legislativo

FABRICIANO – No contexto das comemorações dos 63 anos de emancipação do município de Coronel Fabriciano, alguns documentos históricos do Poder Legilativo, até então desconhecidos ou considerados inexistentes, foram resgatados pelo vereador Marcos da Luz (PT) a partir de uma pesquisa realizada na biblioteca particular Celita Barros Giovannini, de propriedade do ex-vereador e ex-vice-prefeito Clodomiro de Jesus ("Miro da Banda").
A busca pelos documentos marca a passagem do centenário de nascimento do também ex-vereador José Martins de Barros – Nonô da Loteria, ocorrida em 7 de novembro de 2011. Comerciante natural de Antônio Dias, Nonô da Loteria mudou-se definitivamente para Fabriciano entre o final da década de 1940 e início da de 1950, justamente na época da emancipação, onde se instalou como o primeiro agente lotérico da região.
Entre os documentos encontrados estão o Projeto de Resolução nº 06/79, de 30 de Maio de 1979, que cria a Sub-Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, de autoria do próprio vereador José Martins de Barros; o Projeto de Resolução nº 07/84, de 14 de Novembro de 1984, que dispõe sobre a criação da "Tribuna Popular José Martins de Barros – Nonô da Loteria" na Câmara Municipal, de autoria do ex-vereador João Batista Marques; e, ainda, o Projeto de Resolução nº 07/85, de 14 de Agosto de 1985, que concede o título de Cidadania Honorária ao Nonô da Loteria, de autoria do ex-vereador Messias Paulo Moreira.
Cópias dos documentos oficiais foram gentilmente cedidas pelo ex-vereador Clodomiro de Jesus e agora estão consignadas nos anais da Câmara Municipal, após serem inseridas em ata, conforme prevê o Regimento Interno da Casa, de acordo com o Requerimento nº 240/2011, de autoria do vereador Marcos da Luz, aprovado na última reunião ordinária do ano passado. "É gratificante o resultado desta pesquisa, que homenageia um político que tanto contribuiu com o progresso e o desenvolvimento de nossa cidade", salientou o autor da proposição, que é neto do Nonô da Loteria.
Além dos documentos citados foram localizadas duas edições da extinta publicação "O Vale em Revista", que circulava na região, de abril e outubro de 1978, com reportagens sobre a legislatura da época, em que Nonô da Loteria era o secretário da Câmara e o ex-vereador José da Mata Sanches o presidente do Legislativo.

Você também pode gostar