Policia

Pesca ilegal, tentativa de homicídio e assaltos no feriado

Patrulha Ambiental flagrou várias pessoas praticando crime contra o meio ambiente

 

BELO ORIENTE – Cinco pessoas foram presas ontem (6) e irão responder por crimes ambientais. As prisões foram resultado da Operação Semana Santa na zona rural de Belo Oriente.
Segundo relato da Polícia Ambiental, os acusados pescavam com molinete a menos de 200 metros de uma cachoeira, o que é proibido por lei. Os policiais apreenderam os equipamentos e um quilo de pescado. Presos em flagrante, uma mulher e um homem foram conduzidos para a delegacia.
Outro ato de pesca ilegal foi desarticulado pela Polícia Ambiental na Operação Aquática, em Bom Jesus do Galho. Os militares apreenderam vários petrechos de pesca de uso proibido.
Na mesma data, os policiais que estavam realizando patrulhamento ambiental depararam com um homem de 37 anos que estava no acostamento da Rodovia LMG 425, na comunidade de Lavrinha, município de Jaguaraçu, com uma gaiola de madeira e um pássaro dentro conhecido por “azulão”, próximo a sua residência. Ele também foi conduzido.

ATENTADO
A Polícia Militar registrou uma tentativa de homicídio na madrugada de ontem (6) em Ipatinga. Por motivos ainda não esclarecidos, uma briga teve início dentro de um bar, localizado na avenida Livramento, no bairro Veneza II.
Moacir Maria Avelino, 37 anos, recebeu golpes de tacos na nuca e também foi esfaqueado por dois homens não identificados. Segundo apurou a polícia, eles seriam da cidade de Tabajara e teriam alugado um apartamento na rua Blumenau, próximo de onde tentaram matar Moacir.
A vítima foi socorrida pelo SAMU ao Hospital Márcio Cunha e sofreu seis cortes profundos na cabeça, uma perfuração no ombro esquerdo e outros cortes no pescoço e costas. O perito da Polícia Militar esteve ao local e apreendeu o taco de sinuca quebrado.

ASSALTO
Uma quadrilha invadiu uma residência na noite de ontem em Mesquita. O proprietário do imóvel, uma das vítimas, J.F.O.G., a esposa, o filho e o sogro foram rendidos dentro da casa por quatro homens armados. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a família foi ameaçada de morte a todo momento.
Os criminosos buscavam dinheiro e, como não encontraram, fugiram levando três televisores, uma filmadora digital, um anel com símbolo da maçonaria e uma aliança também em ouro, quatro gramas de ouro pesando 50 gramas cada uma e outras jóias. Um cheque de terceiros no valor de R$ 3,5 mil e uma Picape Fiat Strada prata (placa HTJ-3298) de Mesquita também foram levados.
O veículo foi usado pela quadrilha para o transporte do material roubado. O menino de 11 anos de idade foi quem conseguiu se soltar das cordas e libertar os demais. A Polícia Militar conseguiu identificar um dos suspeitos, mas até este sábado ninguém havia sido preso.

FABRICIANO
Ainda ontem, por volta de 9h, na avenida Atlântica no bairro Morada Do Vale, em Coronel Fabriciano, duas pessoas passaram momentos aterrorizantes nas mãos de assaltantes. Segundo uma das vítimas, Cláudia de Souza, por volta de 7h40, ela foi acordada por um indivíduo de aproximadamente 22 anos de idade que portava uma arma de fogo. O segundo homem que se encontrava na sala, também estava armado com um revólver e lhe pediu dinheiro e jóias. Depois levou a vítima e a filha dela para um quarto. O autor pegou a chave do seu veículo Fiat Brava, cor prata, placa GYH-6991, onde colocou vários objetos, entre eles três aparelhos de televisão, dois notebooks, três celulares, vários perfumes avaliados em R$ 3 mil, um vídeo game Playstation 2 e uma quantia de aproximada de R$ 5 mil.
Uma hora depois, o esposo de uma das vítimas chegou e foi surpreendido por um terceiro autor que estava do lado de fora dando cobertura aos outros dois. Eles agrediram uma das vítimas e fugiram com os objetos. A polícia não descarta ligação entre os assaltos ocorridos em Mesquita e Fabriciano.

Você também pode gostar