Cidades

Paraíso já tem dois candidatos

Neli Gomes vai ser a primeira mulher a disputar o cargo de prefeita

 

PARAÍSO – Com vistas à disputa eleitoral deste ano, o PRB lançou a pré-candidatura de Neli Gomes à Prefeitura de Santana do Paraíso. Atualmente ela ocupa o cargo de assessora direta do prefeito Joaquim Correia de Melo (PT) – Kim.
Com a definição, o município possui dois nomes para a sucessão municipal. O primeiro candidato conhecido foi o vereador Zizinho Duarte (PT), que teve sua candidatura confirmada no mês passado pela executiva estadual da legenda.
Neli é a primeira mulher postulante ao cargo de prefeito da história do município. Ela vê com orgulho essa posição e afirmou que vai defender um plano de governo que dê continuidade aos projetos da atual gestão municipal e também que contemple inovação em alguns setores, sem citar especificamente qual área.
“Os últimos anos foram de grandes mudanças, isso graças à execução de projetos em todas as áreas. Nossa proposta é continuar nesse caminho e fazer um bom trabalho, igual ao da atual gestão”, defendeu.

APOIO
A candidata ocupou a chefia de importantes secretarias do Paraíso como saúde, assistência social e governo. Mas, há dois anos, Neli vem atuando diretamente no gabinete do prefeito, tanto que ela espera contar com o apoio de Kim em sua campanha.
“Estou no governo desde o primeiro dia do mandato, agora chegou a vez dele retribuir. Essa é uma decisão que o prefeito vai ter que tomar, uma vez que sempre estive do seu lado”, argumentou.
No primeiro mandato de Kim a pré-candidata era filiada ao PT. Contudo, ela se desfiliou da legenda em 2011 para reestruturar o PRB juntamente a presidente do partido, Cláudia Lage.
“Espero poder contar com a companhia dele no palanque. A posição é dele, mas vou trabalhar para que isso se torne uma realidade. Vamos buscar o apoio de outros partidos e lideranças de Santana do Paraíso”, falou Neli.

COLIGAÇÕES
Neli já tem o apoio de importantes lideranças políticas do município, como o do presidente do PC do B, Everaldo Felipe, e do Pastor Gabriel (PSC). No PMDB, a candidata conta com o apoio de alguns militantes e de integrantes da executiva.
Mas o vice-prefeito Raimundo José (PMDB) tem buscado internamente o apoio do partido em prol do candidato petista Zizinho, o que já denota uma divisão interna dentro da sigla.


Zizinho é o candidato do PT às eleições de outubro

 

Prefeitura cumpriu TAC, afirmou procuradora
Paraíso – O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público à Prefeitura de Santana do Paraíso foi cumprido integralmente. A afirmação partiu da procuradora do município, Edna Luiza Fonseca, na tarde de ontem.
O assunto veio à tona depois que e-mails chegaram à redação do DIÁRIO POPULAR afirmando que o TAC não teria sido cumprido, pois ainda existem pessoas que não foram aprovadas em concurso público exercendo atividade na Administração. O TAC foi assinado 23 de novembro de 2009.

Emergência
O prazo concedido pelo MP para que o município fizesse o desligamento dos servidores contratados findou em 31 de dezembro do ano passado. E de acordo com a procuradora, 216 pessoas tiveram seus contratos rescindidos.
“Além das exonerações, fizemos um concurso público em 2011 e fomos convocando os aprovados gradativamente, conforme as necessidades detectadas. Existem alguns contratos emergenciais, mas garanto que eles são mínimos. E essas contratações foram feitas dentro da legislação”, revelou.
Edna declarou que os casos de pessoas contratadas são para cobrir servidores concursados que foram afastados por motivos diversos, como férias ou licença médica. Porém, as contratações ocorreram com todo respaldo legal exigido.

PSF
O MP orientou ainda a realização de processo seletivo para as vagas do Programa Saúde da Família, viabilizado com verbas dos governos estadual e federal para também substituir os servidores contratados. Nesses casos foi orientado ainda que o contrato de serviço tenha duração de um ano, podendo o mesmo ser prorrogado por quatro anos.


A procuradora do município, Edna Luiza, garantiu que o TAC
foi cumprido à risca e 216 pessoas foram exoneradas em dezembro

Você também pode gostar