Policia

Mulher é encontrada com faca cravada nas costas

Para os parentes, marido matou a mulher por ciúmes (Crédito: álbum de família)

 

PARAÍSO – “Minha filha era uma mulher guerreira”. Estas são as palavras de uma mãe angustiada com o assassinato de sua filha Tássia Tabajara Araújo Rodrigues, 25 anos. O corpo da jovem foi encontrado na noite de anteontem (28), em avançado estado de decomposição em um brejo, nas proximidades da Lagoa da Prata, localidade conhecida como Ipabinha, pertencente a Santana do Paraíso.
A jovem foi morta a facadas, no peito e costas. A faca foi encontrada cravada nas costas da vítima. Segundo laudo do Instituto Médico Legal de Ipatinga, Tássia sofreu cinco perfurações. O corpo foi reconhecido por familiares ainda na noite de quarta-feira (28), mas somente tiveram certeza na manhã de ontem, com a presença dos pais. Um dos detalhes que facilitou a identificação do cadáver foi a cor do esmalte que a vítima estava usando. “Eu quero que a polícia prove o trabalho dela e encontre a pessoa que matou minha filha”, disse a mãe.

DESAPARECIDA
Tássia estava desaparecida desde o último dia 24 (sábado). Familiares da vítima disseram que ao sentir sua falta, o marido foi procurado no trabalho, mas a informação é que ele não tinha ido trabalhar.
Os parentes acreditam que o marido de Tássia, E.C.S., de 28 anos, seja o autor do crime, já que desde o desaparecimento dela, ele também não foi mais visto. “É tanto que ele pegou o filho dele de quatro anos, na segunda-feira (26), e levou para a casa da mãe dele. Lá ninguém sabe onde ele está. Depois disso ainda procuramos por ele no serviço uma vez na segunda, e falaram que ele tinha ido resolver um problema de família”, disse um parente que pediu para não se identificar.
Tássia estava casada havia cinco anos e deixou um filho de quatro. “Ele era muito ciumento, viviam brigando. Ela estava indo à igreja, ele tinha muito ciúmes disso”, disse um outro parente.

 

Você também pode gostar