Policia

Mulher agredida por marido contrata advogado para livrá-lo da cadeia

“Eu acho que alguém que esfaqueia os olhos e o abdômem de outro tem a intenção de matar”, afirmou a delegada

 

IPATINGA – Vítima de uma tentativa de homicídio, no último dia 21, Renata Ventura Sonsin, 36 anos, irá prestar depoimento na Delegacia de Mulheres amanhã, às 14h30.
A mulher foi agredida pelo marido, Júlio Otávio Esteves Batista, 38 anos. De acordo com o relato da PM, o casal estaria brigando, quando o homem, de posse de uma faca, desferiu golpes no olho direito, pescoço e adbômem da vítima.
A mulher foi socorrida e levada para Hospital Márcio Cunha. O acusado também foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal, onde foi constatada fratura no osso da mão esquerda. Após ser medicado, o autor foi preso e autuado em flagrante.
Segundo informou a delegada Lívia Ataíde, a própria mulher contratou um advogado para retirá-lo da cadeia. Ela argumenta que “foi ela quem provocou o marido e por isso ele a teria agredido”.
No entanto, para Polícia Civil, o autor do crime será indiciado por tentativa de homicídio. “Ela está quase cega de um olho. Eu acho que alguém que esfaqueia os olhos e o abdômem de outro tem a intenção de matar, não tem nem como ele ser indiciado por lesão corporal”, considera a delegada.

INCÊNDIO
A Polícia Civil aguarda a apresentação de Judenir Rogério Pereira dos Reis, 40 anos, principal suspeito de atear fogo na casa da ex-mulher no último sábado (25). Contra ele, já foram instaurados dois inquéritos policiais, já que ele também é acusado de fazer graves ameaças contra a ex, o namorado dela e as filhas. “Aguardamos a apresentação do sujeito para averiguar os fatos, mas ele pode se apresentar na delegacia que ele quiser, não necessariamente na Delegacia de Mulheres”, disse Lívia Ataíde.
O caso está sendo investigado em Santana do Paraíso, porque o incêndio criminoso ocorreu no loteamento Bom Pastor.

Você também pode gostar