Cidades

Moradores reclamam de falta de água

Baldes espalhados pela casa ajudam a driblar a falta de água

 

IPATINGA – Baldes espalhados pela casa, vasilhas cheias de água nos banheiros e louças sujas na pia. Essa é uma realidade que tem feito parte do cotidiano de alguns moradores de Ipatinga devido à constante falta de água em determinados bairros da cidade.
Ana Maria da Cruz é moradora do bairro Bethânia. Segundo ela, é comum faltar água em sua casa. “É incrível, mas a gente já até se acostumou. Porque sempre acaba faltando água, nem que seja uma vez na semana. Nós somos obrigados a nos adaptar. Já virou rotina faltar água na minha casa”, declarou a dona-de-casa.

PROBLEMA
Para os moradores da rua Jordão, no bairro Canaã, a situação é parecida. Eles alegam que é comum faltar água durante os finais de semana. “Toda semana falta água aqui em casa. Essa semana mesmo já faltou na quarta-feira. E é sagrado: todos os finais de semana a água para de cair”, contou a agente de saúde Ana Lúcia Ribeiro.
De acordo com Ana Lúcia, em sua residência existe uma caixa d’água de 250 litros e, quando o abastecimento é interrompido, a água da caixa não é suficiente. “A nossa caixa d’água é pequena. Poucas pessoas tomam banho e acaba a água de vez”, contou Ana Lúcia.

DESRESPEITO
O problema se repete nos bairros Bela Vista e Cariru. Moradores do segundo local enfrentam a situação desde o início deste ano. De acordo com Marcelo Hosken Cruz, assessor jurídico da Câmara Municipal de Ipatinga, em um período de quinze dias faltou água durante dez dias em sua casa. “Está faltado água sistematicamente e, há muitos meses. Só que atualmente chegou a um nível inaceitável”, relata, acrescentando que do dia 18 de fevereiro até o dia 3 de março ficou sem água por dez dias. “Isso é um absurdo e é um desrespeito por parte da empresa”, considerou Marcelo.
A aposentada Maria Célia Alves mora no bairro Bela Vista há mais de 30 anos e disse que, com o passar dos anos, o serviço oferecido pela Copasa piorou. “Eles não respeitam mais os consumidores, isso está muito claro! Antigamente quando ia faltar água a empresa avisava. Hoje em dia eles simplesmente cortam o abastecimento de água e a gente só fica sabendo quando precisa utilizar água. Mês passado faltou muita água aqui no bairro e a situação continua do mesmo jeito”, disse Maria Célia.

JUSTIFICATIVAS
Os moradores também não estão satisfeitos com as justificativas apresentadas pela empresa. A agente de saúde Ana Lúcia Ribeiro disse que tentou falar com a Copasa por diversas vezes mas não obteve êxito. “Sempre que falta água eu tento contato com eles, mas nunca consegui falar. O telefone deles dá sempre ocupado. E já houve vizinhos meus que tiveram que ir lá na Copasa pra conseguirem uma resposta e ainda assim a justificativa deles não convence a ninguém, porque eles nunca resolvem esse problema”, opinou a agente de saúde.
Marcelo Hosken Cruz fez contato com a Copasa, mas também não ficou satisfeito com a resposta. “Enviei uma reclamação para a ouvidoria da Copasa. Eles me responderam dizendo que em razão de paralisações do sistema produtor por falta de energia elétrica, aliados ao aumento de consumo devido ao forte calor na região, houve déficit no abastecimento de água em Ipatinga. Decidi encaminhar uma reclamação à Agência Nacional das Águas (ANA). A gente tem que reclamar para ver se a empresa em algum momento resolve esse problema”, concluiu o assessor jurídico.


Na casa de Ana Maria, moradora do Bethânia, as vasilhas se amontoam na pia sem água

 

Piques de energia e excesso de calor prejudicaram serviço
Ipatinga
– De acordo com a Copasa, empresa responsável pelo fornecimento de água em Ipatinga, durante o mês de fevereiro e na primeira semana de março houve ocorrências de diversos desligamentos na unidade de produção, provocados por piques no fornecimento de energia e por defeitos eletromecânicos. “Essas ocorrências limitaram durante algum tempo a capacidade de produção e, como enfrentávamos um período de forte calor e estiagem, houve impacto no abastecimento com intermitência no abastecimento em diversos bairros de Ipatinga e Santana do Paraíso. O abastecimento encontra-se totalmente normalizado desde a última semana”, garantiu Eduardo Ferreira de Carvalho, gerente da empresa em Ipatinga.

Você também pode gostar