Cidades

Milhões da LDI continuam sem comprovação contábil

Ademar Petizoder não soube explicar como é feita a comprovação dos gastos da LDI com dinheiro público: é contrato de mídia, insistiu   (Créditos: Nadieli Satlher)

 

IPATINGA – Dirigentes de vários times de futebol do município de Ipatinga se reuniram na noite de ontem (21) para falar sobre o trabalho desenvolvido pela Liga de Desportos de Ipatinga (LDI). O encontro com a imprensa ocorreu na sede da entidade, situada na rua Mariana, Centro da cidade.
Nas últimas semanas, a entidade esportiva foi notícia em vários veículos de comunicação da região em função do alto volume de verba recebida a título de publicidade do governo Robson Gomes (PPS). Só neste ano, a entidade vai receber R$ 1,850 milhão (para publicidade) e outros R$ 650 mil de convênio.
Na condição de porta voz da direção da LDI, Ademar Petizoder – que também é presidente do Canaã Futebol Clube -, contou a trajetória dos times do município ao longo das últimas décadas.
“A reunião foi convocada porque esta entidade precisava que a imprensa a conhecesse por dentro. Só conhece o presidente da entidade. Mas não os dirigentes. Então são os dirigentes que fazem a entidade acontecer. Há muito tempo que isso precisava acontecer, que vocês conhecessem a entidade por dentro. Colocamos vocês a par do que a entidade faz, o que realiza por dentro e por fora”, pontuou.
A entrevista foi antecedida por algumas colocações de outros dirigentes de clubes, mas Ademar foi o principal interlocutor do encontro, por isso as perguntas feitas pela reportagem foram direcionadas a ele.
“Essa entidade não pode existir sem patrocínio. Quanto mais nós mostrarmos essa entidade por dentro, mostrar as realizações dela, melhor nós vamos estar aparelhados para poder captar patrocínio. Então esse era o momento de mostrar numa reunião que tivemos com todos os dirigentes. Semana passada ficou acordado que deveríamos chamar a imprensa”, justificou.
Em edições anteriores do DIÁRIO POPULAR foram veiculadas entrevistas com dirigentes de clubes e com presidente afastado da LDI, Adiel Oliveira. Alguns dirigentes afirmaram que a manutenção dos campos não é feita pela LDI. Eles também disseram que nem todas as categorias são contempladas com materiais esportivos.
Durante a entrevista de ontem, o porta-voz da LDI não informou como é feita a prestação de contas das verbas recebidas da Prefeitura de Ipatinga e confirmou que neste ano os clubes receberam dinheiro para comprar camisas, bolas, chuteiras e demais acessórios necessários à prática do esporte. Confira a entrevista com o dirigente.

DIÁRIO POPULAR
– Como é feita a gestão financeira da LDI? Houve a apuração de que, em alguns momentos, a Liga dava jogo de camisa, calção, meião, para uns, e para outros, dinheiro.

ADEMAR
– A realidade é a seguinte. Aqui todas ações do presidente são partilhadas conosco. O que ocorre é que muitas vezes se pergunta ao dirigente. Por exemplo, o atual patrocínio que nós temos que são contratos de mídia fechados com a Prefeitura, ele vem em parcelas. Então, às vezes, a parcela que vem deu para quitar x relativo ao dirigente. O dirigente não recebeu a outra parte, o camarada acha que não recebeu. Não é bem assim. Tudo aquilo que o dirigente vai receber durante o ano é de acordo com o patrocínio que vem. Então, não existe diferença de equipe, não existe dirigente que vai receber mais e o outro menos, todos recebem igual. Aqui tem que se olhar as despesas que a entidade gasta com patrocínio, troféu. O volume financeiro, a gestão financeira que a entidade faz, respondendo melhor para você, o planejamento é feito com os clubes. A gestão financeira é feita pela entidade. Foi para isso que nós a elegemos e para isso que tem um grande número de funcionários. Agora o planejamento é feito com os clubes.

DP – Você disse que tudo que é planejado em conformidade com todos os dirigentes é executado pela Liga. Volto a perguntar: o que foi acordado é meião e camisa ou dinheiro direto para ser aplicado de acordo com cada diretoria?
A – Com a concepção de que o campeonato começou antes do patrocínio ser alocado, em absoluto acordo com os dirigentes, como se começa jogar se num tem a camisa, chuteira, bola? Então o dirigente teve que comprar a bola, camisa, chuteira. A verba chegou depois e teve que pagar. Foi isso que aconteceu. Agora, quando a verba chega antes, é comprado. Inclusive a gente busca comprar o material em lugares, por exemplo, num atacadão, só para ganhar no preço.

DP – A reportagem gostaria de saber como são prestadas contas desses recursos. Existe uma comissão financeira, há notas fiscais e documentos para comprovar as despesas efetuadas pela LDI com o R$ 1,850 milhão repassados pelo prefeito Robson Gomes (PPS)?
A – Temos um contrato de mídia. Nós estamos em 100% do município. Então a nossa mídia, o nosso trabalho foi plenamente realizado. Agora se eles não tivessem fechado mídia conosco, não teríamos patrocínio. Temos que agradecer sim, porque fechou mídia conosco. Nós não temos a prestação de contas dessa entidade. Da gestão do presidente para conosco, é absolutamente correta. Nós damos explicação para vocês daquilo que nós fazemos. Ao poder público, nós vendemos uma mídia e estamos executando. Você pode chegar no campo domingo que vai ver toda a forma de mídia, que está estampada em nossas camisas. Volto a repetir: o preço que se paga é muito pouquinho quando se veem milhões para o Atlético botar uma camisa, às vezes usando apenas uma vez. O cara leva bilhões, nós aqui estamos o ano inteiro usando as camisas, a mídia e fazemos um sistema de mídia à beira do campo fortíssimo. O contrato que nós fechamos é absolutamente correto.

DP – Como você avalia a administração do presidente licenciado Adiel Oliveira à frente da entidade?
A – Ao longo desses anos, já bati de frente com vários presidentes da LDI, a partir do momento em que eles andavam na contramão dos clubes. Tudo que um presidente fizer à frente dessa entidade que não estiver de conformidade vai acertar em mim. Se enlamear o nome da entidade, estará enlameando o meu nome. Se apoiar alguma coisa errada que algum presidente fizer aqui, não vou conseguir dormir. O Adiel é uma pessoa que antes de ser presidente de clube da LDI é uma pessoa que nos conhecemos de longa data, a idoneidade do Adiel é uma coisa fora do comum, talvez ele seja uma das poucas pessoas mais bem intencionadas que eu já conheci nessa cidade. Agora, em toda gestão não se trabalha sozinho, tem grupos de pessoas que trabalham aqui com ele.
Ele está afastado nesse momento, mas já deixou tudo pronto para a execução do ano, fechou a mídia, trabalhou, buscou a mídia e botou para funcionar e já foi afastado para concorrer ao cargo de vereador.

Presidentes de times se reuniram para receber a imprensa e falar sobre as ações da LDI

Você também pode gostar