Nacionais

Lula reafirma candidatura e critica manipulação judiciária

PARANÁ – O coordenador geral do MST, João Pedro Stédile, e o ex-presidente nacional do PT Rui Falcão visitaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira (5), na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula é mantido como preso politico desde 7 de abril.

Na saída da visita, Stédile conversou com jornalistas e disse que Lula mantém-se informado dos desastres que o País vivencia e reafirmou sua disposição de disputar a presidência da República. “Ele disse: ‘serei candidato até as últimas consequências. Custe o que custar. Digam a todos que sou candidatíssimo”, afirmou João Pedro Stédile.

MANIPULAÇÃO

O líder do MST disse também que Lula manifestou profunda indignação grande com as manipulações do Poder Judiciário contra ele, especialmente da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, e o ministro Edson Fachin. “A comportar-se desse jeito, esse Poder Judiciário não merece mais respeito de ninguém”, disse Lula, segundo Stédile.

Lula também mandou um recado aos militantes do PT de Pernambuco: “Se eu fosse militante do PT de Pernambuco, a minha candidata já estaria em campanha, que é Marília Arraes”, disse Lula, segundo o ex-presidente do PT Rui Falcão.

O coordenador do MST anunciou também que uma caravana de integrantes de movimentos sociais do interior de Pernambuco sairá do estado no próximo dia 25 de julho em direção a Curitiba e farão um ato em frente à sede da PF.

Você também pode gostar