Cidades

Juiz solta Robertinho e outros envolvidos em “laranjal” do PSL

BH – O juiz Renan Chaves Machado, da 26ª Zona eleitoral de Minas Gerais, determinou nesta segunda-feira (1º) a soltura do assessor  especial e dois ex-auxiliares do ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, entre eles, Robertinho Soares, que havia sido preso em Ipatinga.

Os três estavam em prisão temporária desde quinta-feira (27), quando foram detidos pela Polícia Federal em decorrência das investigações sobre as candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais.

As prisões temporárias tem prazo de cinco dias, prorrogáveis. Na sexta-feira (28), o juiz havia negado o pedido de soltura feito pela defesa, que argumentava que os clientes já haviam prestado depoimento e todos os esclarecimentos devidos.

Estavam presos Marcelo von Rondon, assessor especial e braço direito de Álvaro Antônio, Roberto soares e Haissander de Paula, ex-assessores e que coordenaram a campanha do político no Vale do Aço. A residência deles também foi alvo de busca e apreensão.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com