Cidades

Ipatinga tem compromissos como uma cidade sustentável

IPATINGA – O município de Ipatinga renovou os compromissos pactuados no Programa Cidades Sustentáveis e agora busca mais investimentos destinados a programas de inclusão social, desenvolvimento e qualidade de vida. A confirmação é da PMI, que apresentou indicadores recentes referentes a diversas áreas durante a programação do seminário “Indústria Competitiva e Sustentável”, promovido esta semana no auditório do Centro Integrado Sesi-Senai-Fiemg Vale do Aço.

O secretário municipal de Planejamento, Carlos Magno Corrêa Xavier, representou a prefeitura no evento ao lado do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Amarildo de Assis, e falou sobre a importância do programa.

“O conceito de sustentabilidade representa um conjunto de ações e responsabilidades que a sociedade, os governos, os empresários e trabalhadores, os agentes públicos e privados e os cidadãos e cidadãs devem assumir a todo momento. É com muita satisfação que vemos o setor industrial de Ipatinga e região, um dos mais importantes da economia mineira e brasileira, também atuar de forma sustentável. É sinal de que estamos todos sintonizados com o futuro do nosso país”, disse.

No Vale do Aço, o Programa Cidades Sustentáveis conta com a adesão de Ipatinga, Belo Oriente, Caratinga, Coronel Fabriciano, Inhapim, Marliéria, Santana do Paraíso e Timóteo. Na quinta-feira, especialistas convidados pelo programa avaliaram as ações desenvolvidas por estes municípios ao longo do ano. “A proposta dessa atividade foi apresentar as ações e resultados do Cidades Sustentáveis em cada cidade, concluindo as cinco oficinas promovidas pela Fiemg”, explicou a gerente do Departamento de Modernização e Estatísticas da PMI , Beatriz Palha Leite.

Prêmio
Em dezembro, Ipatinga vai representar Minas Gerais na primeira edição do Prêmio Cidades Sustentáveis. O município concorre na categoria “Cidades de Médio Porte”, e a cerimônia de premiação será realizada em Brasília.

O objetivo da premiação é estimular os gestores públicos para a criação de observatório municipal com indicadores e informações atualizadas das cidades. O prêmio tem a parceria da Associação Brasileira de Municípios (ABM) e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Entre as 270 cidades signatárias do Programa Cidades Sustentáveis, 57 se inscreveram para participar da disputa por categoria, conforme critérios populacionais.

Você também pode gostar