Cidades

Ipatinga é pioneira em projeto de sustentabilidade

Programa foi lançado nesta segunda-feira, no Teatro Zélia Olguin: sucesso na região é importante para a expansão do projeto

 

 

 

(Da Redação) – Ipatinga é a primeira cidade do interior do Estado a receber o Programa Minas Sustentável. A iniciativa busca estimular modelos produtivos das médias e pequenas empresas de uma forma mais responsável, além de promover o desenvolvimento sustentável da indústria mineira. Criado e desenvolvido pelo Sistema Fiemg, por meio do Sesi – Serviço Social da Indústria, e do Ciemg – Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais, o programa oferece um amplo mapeamento de impactos ambientais e sociais, capacitações, ações educativas e assessorias que ajudam as empresas participantes a implementarem a gestão sustentável de forma prática, fazendo dela instrumento para gerar negócios rentáveis, ecologicamente corretos e socialmente inovadores, agregando valor para as empresas e para a sociedade.
O coordenador do programa, Flávio Mayrink, explicou como irá funcionar: “a partir de hoje (ontem) já está disponível um questionário para que as empresas tenham acesso a um diagnóstico gratuito. E aqui em Ipatinga teremos uma novidade que é uma plataforma web. Os empresários terão as informações via internet”.
Segundo Sérgio Cavalieri, vice-presidente do Conselho de Sustentabilidade e Responsabilidade Social do Sistema Fiemg, Ipatinga foi escolhida por ser uma região muito importante no Estado. “O motivo da escolha é que, além de a cidade ser muito importante em toda a região, é também importante na cadeia da siderurgia. Ipatinga é uma cidade voltada para a cadeia de produção e queremos levar esse conceito de sustentabilidade também para as empresas, praticando essa nova demanda”, explicitou Sérgio.
Para Luciano Araújo, presidente da Fiemg Vale do Aço, o trabalho é uma inovação. “É um projeto que busca a sustentabilidade das empresas baseando-se em empresas competitivas com a inovação e com responsabilidade. E essa parte da responsabilidade é tanto ambiental quanto com a comunidade em que as empresas estão inseridas. Então teremos no Vale do Aço um modelo mais estruturado e respeitando todas essas questões ambientais, além de promover a competitividade”, explicou.

MOBILIZAÇÃO
Flávio Mayrink ressaltou a importância do envolvimento de todos os funcionários das empresas para que os objetivos do projeto sejam alcançados. “É extremamente importante que todos se envolvam, desde o presidente até a mais baixa hierarquia. O potencial do programa é grande e nós precisamos disso. O planeta, o estado e o país precisam trabalhar a questão da sustentabilidade”, declarou Flávio.
Ainda de acordo com ele, é preciso trabalhar melhor as questões econômicas das empresas. “Temos que procurar sempre fazer mais por menos, trabalhar na economia e ajudar o meio ambiente. E os resultados de tudo isso variam de acordo com o porte da empresa”, disse o coordenador do programa.
Para Luciano Araújo, o empenho é essencial. “Temos uma grande responsabilidade porque a cidade é a primeira do interior do Estado a receber essa ideia. E o sucesso é essencial para replicar isso nos outros estados e municípios. Toda a estrutura e capacitação já temos montada na Fiemg do Vale do Aço e até o instrutor já está contratado para realizar os trabalhos”, concluiu Luciano Araújo.
Mais informações sobre o Programa Minas Sustentável pelo telefone 3822-1414 ou e-mail:rone.silva@fiemg.com.br.

 

 

 

Questionário garante diagnóstico gratuito
Ipatinga
– Diversas questões como conformidade legal, ecoeficiência e sociocapacidade serão analisadas no questionário que está disponível no site www.fiemg.org.br. “Parte da legalidade e das licenças das empresas, a utilização de parte de energia, água e resíduo também serão respondidas por meio do questionário para as empresas interessadas”, explicou o coordenador do Programa Minas Sustentável, Flávio Mayrink.
Após o preenchimento dos dados, as empresas receberão um diagnóstico gratuito sobre a atual situação ambiental. A partir daí, passarão a contar com orientação, capacitação e apoio de profissionais da área. “O Programa Minas Sustentável vai acompanhar as empresas dando toda a assistência e ajuda para que consigam alcançar as metas do programa”, informou o coordenador Flávio Mayrink.
O tripé do projeto é a produtividade, seguida da sustentabilidade e competitividade. O foco do trabalho são as empresas médias, pequenas e micros. “A gente observa que principalmente as grandes empresas já têm essa preocupação ambiental. E o que precisamos fazer é mostrar isso também para as pequenas empresas. Às vezes, o empresário tem a vontade mas não tem o direcionamento e o que nós vamos fazer é ajudar para que essas empresas possam buscar esse crescimento de uma forma organizada”, garantiu Luciano Araújo, presidente da Fiemg do Vale do Aço.

Você também pode gostar