Cidades

Ipatinga apresenta critérios para sorteio de apartamentos nesta 5ª

Ao todo, 5.633 inscritos foram aprovados para concorrer às unidades habitacionais. Felizardos serão conhecidos em evento público a ser realizado nesta quinta-feira (8 de novembro), a partir das 18h, na Escola Municipal Artur Bernardes, no bairro Canaã

 

IPATINGA – Cumprindo o compromisso de dar total transparência ao processo, a Prefeitura de Ipatinga promoveu, na tarde desta terça-feira (06), um evento para apresentação dos critérios de seleção dos candidatos ao sorteio das 240 novas moradias que serão disponibilizadas em conjunto habitacional em construção no bairro Nova Esperança, com entrega prevista para o próximo ano. O sorteio ocorre nesta quinta-feira (8 de novembro), a partir das 18h, na Escola Municipal Artur Bernardes, no bairro Canaã.

O secretário Ricardo Luiz ressaltou que toda metodologia do sorteio foi construída para garantir a transparência do processo

INSCRITOS

Conduzida pelo secretário municipal de Planejamento, Ricardo Luiz de Figueiredo, a exposição feita na terça-feira (6) aconteceu na sala de reuniões do gabinete do prefeito, com a presença de representantes dos Conselhos Municipais da Cidade, da Habitação, do Idoso e da Pessoa com Deficiência, além de servidores municipais.

Ao todo, 5.895 pessoas realizaram sua inscrição para participar do sorteio de apartamentos do ‘Programa Minha Casa, Minha Vida’. Entretanto, devido ao primeiro critério de enquadramento (de que as famílias precisam ter renda bruta de até R$ 1.800 e não possuir imóvel residencial), o número de credenciados caiu para 5.633.

METODOLOGIA

O secretário Ricardo Luiz ressaltou que toda metodologia do sorteio foi construída respeitando Lei, Portaria e Decretos Municipal e Federal.

“Os critérios para os inscritos alcançarem pontuação são de as famílias residirem em áreas de risco, insalubres ou que tenham sido desabrigadas; famílias com mulheres responsáveis pelo cuidado familiar; que façam parte pessoas com deficiência; famílias residentes no município há, no mínimo, cinco anos; que tenham filhos com idade inferior a 18 anos e famílias das quais façam parte pessoa idosa”, detalhou.

TRANSPARÊNCIA

“Todos esses critérios foram apresentados com o objetivo de garantir transparência no processo do sorteio, permitindo que os representantes conheçam, questionem e auditem o nosso trabalho. Agora, com os envelopes lacrados, separados por cotas e grupos garantimos que o sorteio ocorra com lisura”, enfatizou o secretário de Planejamento.

Para a assistente social Denise Santos Camargos, moradora do bairro Imbaúbas, que atua na Associação dos Deficientes Visuais de Ipatinga e é representante do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, “é muito importante conferir de perto o processo de preparação para o sorteio dos apartamentos. Sabemos que a maioria dos deficientes ajuda a sustentar suas casas com o benefício que recebem e a maior parte deles também mora de aluguel. Então, o grande ganho é perceber que quem de fato está em vulnerabilidade social, quem realmente precisa, participará do sorteio”, afirmou.

 

Você também pode gostar