Cidades

Instituto Humanizar oferece cursos profissionalizantes

O Instituto Humanizar vai beneficiar 577 alunos nesse primeiro semestre

IPATINGA – A comunidade do bairro Canaãzinho e adjacências conta agora com mais oportunidades de entretenimento e cursos profissionalizantes. Através de uma parceria com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Sedese) e Secretaria de Cultura, o Instituto Humanizar vai oferecer, a partir do dia 15 março, vários cursos gratuitos.
Ao todo, 577 pessoas vão ser qualificadas em diferentes áreas, como técnico em contabilidade, elétrica residencial, montagem e manutenção de computadores, cabeleireiro e web designer.
Essa foi a primeira vez que a entidade recebeu verba do governo estadual para desenvolver suas atividades. De acordo com Neudi José Dalla Vecchia, coordenador do Instituto, todos os cursos oferecidos na entidade foram indicados pela coordenação do Serviço Nacional de Emprego (Sine) da região.
“Os cursos foram concebidos dentro de um estudo de demanda feito pelo Sine. A entidade apenas formatou o material e selecionou os monitores. Esse trabalho é importante. Por exemplo, da nossa primeira turma de auxiliar de contabilidade nenhum aluno ficou sem colocação profissional”, contou.
Diferente de outras instituições, o Humanizar não escolhe seus alunos através do critério de renda. A única exigência é que os inscritos estejam cursando o segundo grau ou já o tenham concluído.

LAZER
Na área cultural, serão oferecidas oficinas de teatro adulto e infantil, capoeira e dança de salão. A modalidade dança exige que o casal já esteja definido no ato da inscrição. Os únicos cursos que ainda têm vagas são o de Áudio Digital e Áudio Visual, cada um com 25 vagas.
“Fizemos um curso na área de produção visual por meio de um patrocínio da Usiminas, na Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Desse projeto, nasceu o curta-metragem Pedro e Clara. Então temos agora monitores capacitados e com laboratórios equipados para receber esses alunos. Essa é uma área nova na região e que precisa de gente para trabalhar”, falou Neudi.

INSTITUTO
Criada há nove anos, a entidade atua em diferentes frentes de trabalho. O Instituto foi criado com a missão de desenvolver a educação em caráter complementar e suplementar.
“Trabalhamos a defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico. Nossas atividades têm a intenção de promover a ética, paz, cidadania, direitos humanos e os valores universais, garantindo assim a cidadania para os nossos alunos”, explicou.
A sede da entidade fica na rua Síquem, n° 1.200 A, bairro Canaãzinho. Para mais informações, o telefone da entidade é (31) 3826-0767 ou 3826-7581. Novas turmas vão ser formadas a partir do segundo semestre.

Você também pode gostar