Esportes

Grêmio vence, mas não elimina o jogo de volta

Melhor organizado, o Ipatinga, atuando no tradicional 4-4-2, pressionou o Tricolor nos minutos finais

 

Com um futebol aquém do esperado, o Grêmio venceu o Ipatinga, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no João Lamego, no jogo de ida entre as duas equipes, válido pela segunda fase da competição.
Com o resultado, o Tricolor, assim como na primeira fase da Copa do Brasil, não eliminou o jogo da volta e terá de enfrentar o Ipatinga novamente. O confronto está marcado para o próximo dia 11, no Olímpico.

O JOGO
O torcedor do Grêmio estranhou quando a escalação do Tricolor foi divulgada. Vanderlei Luxemburgo armou a sua equipe com três zagueiros: Vilson, Naldo e Werley, três volantes: Fernando, Souza e Léo Gago e nenhum armador de ofício. Precaução? Receio de um rival que faz boa campanha no Módulo II do Campeonato Mineiro (Segunda Divisão), ou uma simples aposta de Luxa, que quis apenas liberar os seus alas: Gabriel e Julio Cesar?
Atuando com uma formação bem diferente com a qual está acostumado, o Grêmio teve dificuldade para se encontrar nos primeiros minutos, já que o time não tinha saída de bola. Sem um pensador no seu meio de campo, o Tricolor apostava na velocidade de Bertoglio e nos avanços de Léo Gago. Marcelo Moreno, em muitos momentos, voltava para armar. O único bom lance de perigo veio aos 18 minutos, quando Bertoglio deixou Fernando cara a cara com Bruno, mas o volante tricolor errou o alvo. Como a fase não é das melhores quando o assunto é jogador lesionado no Grêmio, Marcelo Moreno teve de ser substituído aos 25 minutos, após sentir dores no músculo posterior da coxa direita e André Lima entrou em seu lugar.
Melhor organizado, o Ipatinga, atuando no tradicional 4-4-2, não tardou a ter a posse da bola e ditar o ritmo do duelo. Prova disso foi a pressão exercida pelo Tigre do Vale do Aço nos minutos finais. Gedeon, aos 30 minutos, e Jonatas Obina, aos 39, após falha de Léo Gago, ficaram em condições de finalizar, mas erraram o alvo. O Grêmio, sem a organização necessária, foi para o intervalo após 45 minutos de um futebol muito pobre para quem almeja conquistar o pentacampeonato da Copa do Brasil e voltar à Libertadores.
Luxemburgo deve ter gostado do que viu na primeira etapa, já que não promoveu nenhuma alteração para tornar a sua equipe mais ofensiva, apesar de ter Leandro e Marquinhos no banco de reservas. Ney da Matta acompanhou o colega de profissão e também não modificou a sua equipe.
O Grêmio adiantou a sua marcação e até mostrou mais volúpia ofensiva no início do segundo tempo. Bertolgio quase abriu o placar aos oito minutos, em finalização defendida por Bruno. Mas era pouco para um tetracampeão da Copa do Brasil. Luxa então promoveu a entrada de Leandro justamente na vaga de Bertoglio, um dos jogadores mais incisivos do Tricolor até então.
Como o futebol apresentado no Lamegão estava longe de ser dos melhores, o que mais chamou a atenção no início da etapa final foi um objeto envolto por fita crepe lançado em direção ao goleiro do Grêmio, Victor, aos dez minutos. A Polícia Militar até mostrou certo receio antes de retirar o objeto do campo, pois pensou que o mesmo poderia ser uma bomba caseira.
Mesmo sem “merecer”, o Grêmio abriu o placar. Léo Gago, conhecido por suas finalizações de fora da área, mostrou estar com o pé esquerdo calibrado e, aos 27 minutos, arriscou e venceu o goleiro Bruno. Foi o segundo tento dele na Copa do Brasil e o quarto na temporada.
Em desvantagem, o até então organizado Ipatinga se perdeu em campo com o gol sofrido e com isso, quem passou a dominar o jogo foi o Grêmio. André Lima, que havia substituído Marcelo Moreno na etapa inicial, deixou o jogo para a entrada de Marquinhos, que desperdiçou duas grandes chances de eliminar o Ipatinga.
Aos 43 minutos, Leandro fez bela jogada pela esquerda e serviu o camisa 19, que sem marcação, finalizou para fora. Já aos 48, ele ficou cara a cara com Bruno, mas finalizou em cima de Bruno. Não era o dia de Marquinhos. O Grêmio pagou caro pela atuação ruim no primeiro tempo e terá de fazer o jogo da volta contra a equipe mineira. (Com o site da Band)

Você também pode gostar