Cidades

Governador Valadares retoma captação de água no rio Doce

(DA REDAÇÃO) – O governador Fernando Pimentel garantiu que o abastecimento de água em Governador Valadares a partir de captação do rio Doce poderá ser retomado nesta segunda-feira (16). A informação foi corroborada pela prefeita da cidade, Elisa Costa, em vídeo divulgado nas redes sociais. No domingo a captação foi reiniciada e nesta segunda a água começou a cair nas caixas de residências em alguns pontos da cidade. Antes de ser consumida captada está passando por tratamento no SAAE de Valadares. A captação estava interrompida desde o início da semana passada, devido ao rompimento de duas barragens de rejeitos da Samarco, em Mariana.
“O compromisso está assegurado e, agora, a notícia do ponto de vista emergencial mais importante para nós é que já temos laudos que apontam a possibilidade de voltar a utilizar a água do rio Doce, evidentemente após tratada”, afirmou o governador. “Nós já fizemos essa apuração após tratamento da ETA (Estação de Tratamento de Água) local, a partir deste fim de semana. Então, na segunda a gente já começa a colocar na rede de distribuição da cidade a água tratada com grau de potabilidade assegurado pelos laudos que nós temos”, completou Pimentel.
O governador fez um balanço das medidas emergenciais adotadas durante a semana e assegurou que, mesmo com a retomada da captação de água no rio Doce, o Governo do Estado irá manter medidas emergenciais para assegurar que a população de Governador Valadares não enfrente, novamente, uma situação de desabastecimento. “As medidas emergenciais que já foram tomadas estão surtindo efeito. Estamos com um número significativo de caminhões-pipa atendendo à população de Valadares. Essa é a grande preocupação neste momento. Nós estamos também, com a Samarco, providenciando o início de uma obra de emergência de captação alternativa no rio Suaçuí-Pequeno e outra um pouco maior, no Rio Suaçuí-Grande”, destacou.
A prefeita Elisa Costa agradeceu os esforços dos governos estadual e federal para atenuar as dificuldades causadas pela falta de abastecimento de água. "Desde o primeiro momento em que pedimos apoio, o governo de Minas Gerais se fez presente", disse. Elisa garantiu que exigirá, da Samarco, soluções definitivas para a questão do abastecimento. “Exigimos da empresa que tenhamos uma estação de tratamento definitiva de novos mananciais em Governador Valadares, do Suaçuí-Grande, onde tem o maior volume de água”, afirmou.

Você também pode gostar