Nacionais

Futuro governo tem primeira pauta bomba: reajuste de salários do STF

BRASÍLIA – Com 41 votos favoráveis, 16 contrários e 1 abstenção, o Plenário do Senado aprovou o Projeto de Lei da Câmara 27/2016, que reajusta o salário dos ministros do STF, teto de todo o funcionalismo público. Com a decisão, os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que representa o teto de salários para o restante das autoridades do País, sobe de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. O reajuste terá um efeito cascata que  poderá provocar um impacto anual de R$ 4 bilhões nas contas públicas. A matéria vai à sanção do presidente Michel Temer (MDB).

Hoje pela manhã ao sair de um encontro com o alto escalão da Aeronáutica, o presidente eleito Jair Bolsonaro disse que não era hora de reajustar o salário dos ministros do STF: “Obviamente não é o momento. Nós estamos terminando o ano com déficit público e vamos começar o outro ano com déficit”. O apelo não ecoou no plenário do Senado.

Você também pode gostar