Cidades

Fabriciano registra menor índice de dengue da região

FABRICIANO – A Prefeitura de Fabriciano realizou, de 19 a 22 de outubro, novo Levantamento do Índice do Aedes Aegypti(LIRAa). No total, foram visitados 1744 imóveis, nos quais 19 foram encontrados focos positivos de dengue, resultando num índice de infestação de 1,1%. O valor é o menor entre as cidades da região, já que Ipatinga registrou 1,3% e Timóteo 2,4%. O índice também é menor quando comparado ao mesmo período do ano passado, quando Fabriciano registrou 1,5%.

Os focos positivos foram encontrados nos seguintes bairros: Caladinho de Baixo, Caladinho de Cima, Universitários, Nossa Senhora do Carmo, Aparecida do Norte, Bom Jesus, São Domingos I, Padre Rocha, Caladão, Melo Viana, Córrego Alto e Santa Cruz. Os principais pontos de foco foram caixas d’água ao nível do solo, pratos de plantas e bebedouros de animais. “Mais uma vez, os focos positivos foram encontrados nas residências, o que demonstra que a população precisa reforçar o trabalho preventivo em suas casas”, alerta a chefe de seção de Endemias, Amanda Fernandes.

Tratamento focal

Na próxima semana, os supervisores de campo retornam aos imóveis onde foram encontrados os focos para verificar se eles foram eliminados e se os moradores seguiram as orientações dos agentes. “Na oportunidade, também vamos priorizar o tratamento focal nos bairros que apresentaram maior índice de focos de dengue. Com a chegada do período chuvoso, que é considerado crítico para a transmissão da dengue, precisamos redobrar os cuidados e o combate ao mosquito”, explica Amanda Fernandes.

Alunos aprendem a combater doença

A Prefeitura de Fabriciano realiza, nesta quinta-feira (29), às 13h, palestra educativa sobre dengue. A atividade faz parte do Projeto de Fortalecimento das Ações de Vigilância em Saúde e acontece na Escola Municipal Joaquim de Ávila, no bairro Nossa Senhora do Carmo. Participam cerca de 300 alunos do Ensino Fundamental. A palestra será ministrada pelo educador em saúde, Walter Gonçalves.
Por meio da atividade, crianças e adolescentes serão orientadas sobre as principais formas de prevenção e combate à dengue. “Será um bate-papo para incentivar sobre a importância da mudança de comportamento em casa, para auxiliar na eliminação do mosquito da dengue”, destaca a chefe de seção de Endemias de Fabriciano, Amanda Fernandes.

Você também pode gostar