Cidades

Fabriciano dá início à implantação da Rede de Comércio Protegido

FABRICIANO – A Polícia Militar se reunirá, nesta terça-feira (06), com comerciantes do Centro de Coronel Fabriciano, especialmente os instalados na Rua Pedro Nolasco e vias adjacentes. O encontro acontece às 9h, na sede do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço, situada na Av. Magalhães Pinto, 33, Centro. O objetivo é dar início à implantação da Rede de Comércio Protegido.

CÂMERAS
O tenente Régis falará aos lojistas sobre a instalação de câmeras de monitoramento, além de uma série de outras medidas de segurança em uma área que tem sido constantemente alvo da ação de marginais. “É muito importante termos a participação de um grande número de empresários neste início, para que todos possam entender perfeitamente como deve ser o funcionamento da Rede de Comércio Protegido”, ressalta o oficial.

SETORIAIS
O policial explica que as reuniões para implantação do projeto acontecerão por setores. “Estamos mapeando o Centro. Primeiro, vamos levar as explicações aos lojistas da Rua Pedro Nolasco e vias adjacentes. Depois, será a vez daqueles que estão nas ruas Maria Matos e Duque de Caxias”, revela, reforçando que a Rede de Comércio Protegido vai abranger todo o Centro.

BANDEIRA
De acordo com o presidente do Sindcomércio, José Maria Facundes, o aumento da segurança na área central é, há anos, uma das principais reivindicações dos empresários de Fabriciano. “Recentemente tivemos problemas com a ‘gangue da marcha à ré’, que realizou diversos arrombamentos a lojas. Assaltos a joalherias e empresas do setor, além de pequenos furtos, também são muito comuns. Então o Sindcomércio comemora a iniciativa da Rede de Comércio Protegido, pois sabemos que sua implantação vai inibir muito esse tipo de crime”, observa o dirigente sindical.
Confirmações de presença para reunião desta terça-feira poderão ser feitas por meio do telefone 3842-2040.

Você também pode gostar