Cidades

Empresários querem alterar prazo de cobrança dos impostos estaduais

IPATINGA – A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) junto à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga, solicitaram ao Governo do Estado de Minas Gerais que o vencimento dos impostos cobrados no mês de junho seja prorrogado, em decorrência da paralisação dos caminhoneiros.

O prolongamento da interrupção do transporte de carga nas rodovias do país gerou efeitos negativos nas atividades empresariais e em toda a cadeia produtiva do país.

Para que o empresariado ipatinguense possa arcar com suas obrigações fiscais, as entidades de classe enviaram cartas, na sexta-feira (1º), destinadas ao governador Fernando Pimentel e ao secretário de Estado da Fazenda, José Afonso Bicalho Beltrão da Silva, para a revisão das datas de cobrança.

CAMINHONEIROS

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, destacou que as entidades avaliaram como legítima a manifestação dos caminhoneiros até o fechamento das negociações. “A Aciapi e CDL de Ipatinga, em concordância com o posicionamento assumido pelas federações das respectivas entidades, entenderam como pertinentes as reivindicações dos caminhoneiros. Porém, após o atendimento das principais pautas levantadas pela categoria, é necessária a retomada da circulação das cargas e produção para a movimentação da economia”, ponderou Cláudio.

Para o presidente da CDL de Ipatinga, José Carlos de Alvarenga, a Aciapi e CDL de Ipatinga alertam o Poder Executivo do Estado para conjuntura do momento. “As entidades estabelecem um diálogo com o Governo de Minas para alongar este prazo dos impostos estaduais vincendos neste mês, a fim de minimizar os impactos na receita da classe empresarial de Ipatinga. Agora é o momento do governo compreender a situação dos empresários, que também perderam nestes dias”, pontuou José Carlos.

Você também pode gostar