Esportes

Cruzeiro terá postura ofensiva no clássico

Jogadores destacam função do sistema ofensivo: atacar e defender  (Crédito da foto: Washington Alves/VIPCOMM )

 

BH – O Cruzeiro deve adotar uma postura bastante ofensiva no duelo contra o América-MG, que será disputado neste domingo, às 16h, na Arena do Jacaré, pela 8ª rodada do Campeonato Mineiro. O técnico Vágner Mancini afirmou que pretende mandar o time a campo com três atacantes, formação que vem dando certo nos últimos jogos, mas que exige empenho dos homens de frente não só na hora de finalizar, mas na cobertura defensiva.
No final do treino dessa sexta-feira, o atacante Wellington Paulista encerrou as atividades mais cedo, se queixando de um incômodo na panturrilha direita. Com a saída dele, Vágner Mancini lançou Walter na posição e confirmou que deve manter o time com a mesma formação dos jogos anteriores. Vale frisar que Paulista foi relacionado para a partida.
“A gente tem a intenção que esse esquema seja mantido, mas a entrada do Walter faz com que minha maneira de jogar seja diferente, o Wellington é mais um atleta de lado de campo, que cumpre uma função de marcação muito importante nesse sistema de jogo, para que dê certo, por isso a dúvida. Vou ter que esperar um pouco mais, essa não era a intenção. A intenção era definir a equipe, tanto que foi o time que mais atuou junto ao longo da semana, mas vamos ter que esperar um pouco mais”, afirma Mancini.
Com esse esquema, Wellington Paulista destaca que os jogadores do setor ofensivo não podem se concentrar apenas em fazer gols. O camisa 9 fala sobre as funções defensivas que os atacantes precisam desempenhar e espera que o Cruzeiro se mantenha sem ser vazado e balançando as redes adversárias, como tem sido até aqui.
“Espero que consigamos fazer mais gols contra o América-MG, continuar jogando bem e ajudando a parte defensiva. Jogar com três atacantes tem que ajudar muito a defesa, marcando pelo lado de fora do campo, e quando tiver a oportunidade, fazer os gols que estamos precisando”, disse.
Um jogador que tem papel fundamental em campo nessa formação com três atacantes é o volante Leandro Guerreiro, que como primeiro homem de meio-campo, cumpre a função de proteger a zaga. O experiente jogador frisa que o time precisa estar atento aos espaços deixados em campo.
Outro atleta que está à vontade com o esquema 4-4-3 é o meia Montillo, que enaltece a participação dos atacantes celestes, que além de demonstrar eficiência ofensiva, têm contribuído muito na marcação. Questionado se o Cruzeiro deveria adotar uma postura mais defensiva diante do América-MG, o argentino opinou que um bom time deve ter seu próprio estilo de jogo, e não depender do adversário. (As informações são do site oficial do Cruzeiro)

Você também pode gostar