Esportes

Cruzeiro empata com Chapecoense e decidirá vaga na Arena do Jacaré

SANTA CATARINA – O Cruzeiro encontrou dificuldades, desperdiçou chances e não saiu do empate por 1 a 1 contra a Chapecoense, nesta quarta-feira, em Chapecó-SC, pela partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Com o resultado, a vaga para as oitavas de final será decidida na próxima quarta-feira, dia 18, na Arena do Jacaré. Empate sem gols dá a classificação ao Cruzeiro, pelo critério gol na casa do adversário.
O vencedor do duelo enfrentará Atlético-PR ou Criciúma nas oitavas. O clube paranaense venceu o primeiro duelo, em Santa Catarina, por 2 a 1 e pode até perder por 1 a 0, em Curitiba, que garante a vaga para encarar Cruzeiro ou Chapecoense.

1º TEMPO
No primeiro tempo, o Cruzeiro teve volume de jogo e boas oportunidades para marcar, mas tropeçou nas próprias falhas de finalização. A primeira chance celeste veio aos 20 segundos, com Anselmo Ramon, depois de boa jogada de Montillo. Aos 7 minutos, Anselmo recebeu no meio da área, girou sobre o zagueiro e chutou forte, mas o goleiro Rodolpho fez excelente defesa e salvou a Chapecoense.
O castigo celeste veio aos 16. Na única chance do time catarinense, o zagueiro Souza subiu sozinho na área, depois de cobrança de escanteio, e cabeceou forte no canto direito de Fábio. Foi a única vez que o time de Chapecó chegou ao gol de Fábio.

2º TEMPO
O Cruzeiro voltou do intervalo com Walter no lugar de Wallyson. Logo no primeiro minuto, a mudança pareceu ter surtido efeito. O atacante apareceu bem na área, ao receber de Wellington Paulista e girar bem sobre três marcadores. O disparo, porém, saiu por cima do gol de Rodolpho.
Aos 6, Montillo cobrou escanteio e Victorino desviou de cabeça, nas mãos do goleiro. A partir daí, o Cruzeiro passou a ter mais dificuldade de penetrar na zaga catarinense e passou a arriscar em chutes de fora da área. Aos 14, Leandro Guerreiro quase marcou utilizando essa arma. A bomba do volante raspou a trave superior do goleiro Rodolpho.
Aos 16, porém, brilhou a estrela de Walter. Diego Renan cruzou da direita e o atacante cabeceou no canto esquerdo, empatando a partida. Apesar do gol, o Cruzeiro seguiu com as mesmas dificuldades na partida.

Você também pode gostar