Policia

Corregedoria assume caso de jovens desaparecidos

Mãe não acredita que irá encontrar o filho vivo  (crédito da foto: Gizelle Ferreira)

 

PARAÍSO – A Corregedoria da Polícia Civil assumiu esta semana as investigações sobre o desaparecimento de quatro jovens no bairro Cidade Nova. Os rapazes – conhecidos como Wesley, Luciano, Vitinho e Jonathan – teriam sido vistos pela última vez em uma casa do bairro, usando drogas, no dia 29 de fevereiro.
Segundo testemunhas, os jovens – entre 13 e 19 anos – foram abordados por pessoas que se disseram policiais civis. Minutos depois, um carro caracterizado da PC teria parado na porta, entrado na casa, amarrado os jovens, que foram colocados no porta-malas do veículo.
Um inquérito policial foi instaurado pela delegada Amanda Sfredo, de Santana do Paraíso. A policial disse que ouviu familiares e realizou diligências. Mas no último dia 19, a Corregedoria da PC instaurou um inquérito, de modo que a partir de agora as investigações estão a cargo do órgão em Belo Horizonte. “É um procedimento normal da Corregedoria quando há denúncias de envolvimento de policiaais no caso”, disse, acrescentando que não conseguiu descobrir de onde seria a suposta viatura da PC vista pelas testemunhas.

ANGÚSTIA
Enquanto isso, familiares vivem na angústia, sem saber onde recorrer. Sem mais esperanças, Luciana Evarista da Silva está desolada depois de saber que o filho Jonathan da Silva Santos, 17 anos, está entre os desaparecidos.
Outros casos de desaparecimento de jovens que culminaram com a descoberta de corpos deixam a mãe aflita. “A essa altura, meu filho não está mais vivo. Mesmo assim eu queria poder enterrá-lo com dignidade”, lamenta a mãe.

Você também pode gostar