Cidades

Cobertura vacinal em Timóteo ficou próxima da meta de 95%

TIMÓTEO – A Secretaria de Saúde de Timóteo encerrou a Campanha de Vacinação contra aparalisia infantil e sarampo em Timóteo. Conforme balanço divulgado, o município imunizou3.681 (88,7%) crianças contra poliomielite e 3.707 (89,5%) contra sarampo. A meta de cobertura vacinal estipulada pelo Ministério da Saúde era de 95% para crianças na faixa etária de 1 a 4 anos.

A campanha iniciou no dia 06 de agosto e foi prorrogada em todo o país até o dia 14 de setembro, com a realização de duas mobilizações do chamado Dia D, nos dias 18 de agosto e 1º de setembro. Em Timóteo, a campanha encerrou no dia 28 de setembro. A Secretaria de Saúde frisa que a vacinação é a forma mais eficaz de prevenção das doenças, salientando que foram feitas várias ações no sentindo de conscientizar a população sobre a importância da imunização e para ampliar o número de crianças vacinadas.

O município montou um posto de vacinação na Praça 1º de Maio no Desfile de 7 de setembro, em função do grande número de crianças que estariam circulando no evento e realizou vacinação em creches e escolas infantis durante a campanha, além de ampla divulgação por meio de som volante.

Buscando alcançar a meta vacinal, a equipe de Vigilância Epidemiológica fez o levantamento das crianças que ainda não haviam recebido a dose e realizou a vacinação nos domicílios atendidos pelas equipes do Programa Estratégia de Saúde da Família. Foi disponibilizada a vacinação também nas unidades de saúde que não possuem sala de vacina.

Todas as crianças cadastradas no sistema de saúde, que não compareceram as unidades de saúde, foram alvo de busca ativa. Neste trabalho foram resgatadas muitas crianças, inclusive com vacinas atrasadas e que tiveram esquema vacinal atualizado.

A Campanha foi prorrogada até o dia 14 de setembro, permanecendo ainda disponibilizadas até o dia 28 de setembro com o objetivo de vacinar todas as crianças de um a quatro anos, 11 meses e 29 dias de idade. Estas estratégias tiveram como objetivo aumentar de forma complementar a cobertura vacinal.

Você também pode gostar